• CIDADE

      15°C/Max

      5°C/Min

INFORME:

Wellington Dias planeja atender afetados que não receberem benefícios federais

Benefícios federais / 3 de abr 2020

O governador Wellington Dias conduziu, na tarde desta quinta-feira (2), uma videoconferência com gestores de diversos órgãos, para discussão de alternativas de auxílio para a população em situação de vulnerabilidade econômica e social, por conta das restrições impostas nas medidas de combate ao coronavírus e em função das chuvas. O governo estadual estuda formas de alcançar as famílias que não se enquadram nos critérios estabelecidos pelo governo federal para concessão dos benefícios emergenciais anunciados. A ordem é que ninguém fique desassistido.

“Vamos fazer busca ativa para que essas pessoas sejam ajudadas por nós, reunindo todos os órgãos possíveis para alcançar o máximo de famílias.É preciso levantar o que falta em termos documentais e resolver. Os que não se enquadrarem, vamos ajudar por outras fontes” determinou Dias.

Uma das medidas cogitadas é o repasse do recurso da merenda escolar. O dinheiro equivalente ao investimento feito para a alimentação do estudante na rede estadual, seria transferido para a conta bancária do responsável pelo mesmo. O Piauí desembolsa mensalmente mais de R$ 4 milhões com merenda, a maior parte do recurso é proveniente do tesouro estadual.

“Um banco oferece a alternativa de creditar o dinheiro em três dias. A instituição usa um aplicativo que gera um código para o beneficiado, que pode sacar o valor ou usar o crédito na rede comercial credenciada”, explicou o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera.

O governo estuda ainda a possibilidade de transferência do recurso referente ao transporte escolar, que parou desde que as aulas foram suspensas, em 16 de março.  O dinheiro também pode ser usada para a aquisição de cestas de alimento. Segundo números da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), 135 mil estudantes estão matriculados na rede estadual, sendo desses, 77 mil cadastrados no programa Bolsa Família. O principal programa de transferência de renda do governo federal beneficia ao todo 430 mil famílias piauienses.

Os profissionais autônomos também foram citados como prioridade. O governador Wellington Dias determinou uma concentração de esforços envolvendo a Junta Comercial (Jucepi) e outros órgãos para cadastramento e enquadramento desses trabalhadores, para que possam receber algum auxílio.

Participaram da reunião virtual, além do governador, os gestores da Educação, Ellen Gera; Defesa Civil, Geral Magela; Justiça, Carlos Edílson; Assistência Social e Cidadania, Zé Santana; a vice-governadora, Regina Sousa e o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Frederico.

Assistência aos alagados
A Defesa Civil estadual segue no atendimento aos atingidos pelas chuvas. De acordo com dados apresentados pelo secretário Geraldo Magela, o órgão já atendeu 3.500 famílias com concessão de cestas de alimento e kits de higiene, nos municípios de Piripiri, Pedro II, Barras, Batalha, Esperantina, Porto, Joca Marques, Luzilândia, Buriti dos Lopes e Teresina.

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Frederico, o nível dos rios registraram sensível redução nos últimos dias. Ainda assim, a corporação permanece pronta para atender em caso de necessidade. O governador Wellngton Dias determinou o envio de embarcações e alimentos para atendimento a alagados na região de Campo Largo, no Norte do Piauí.

FONTE:MN

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Curta Nossa Página

WC DRONE – WILBERT CASTRO

CARNAVAL DO MELA-MELA EM LUZILÂNDIA

FINAL DO CAMPEONATO DA PEDRA BRANCA 2019 DECISÃO NOS PÊNALTIS

BP ROCHA CONSTRUÇÕES MAGALHÃES DE ALMEIDA -MA

Ouça a Super Vale FM 94,7