• CIDADE

      15°C/Max

      5°C/Min

Polícia Federal cumpre mandado em Luzilândia contra golpes no INSS

FRAUDE INSS / 21 de set 2020

Dentre os investigados está um servidor do INSS no Piauí que atua diretamente na concessão dos benefícios.

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta segunda-feira (21), a Operação Urbsluzia com o objetivo de cumprir 08 mandados de busca e apreensão referentes a atuação de um grupo responsável pela concessão ilegal de benefícios previdenciários nos estados do Piauí e Maranhão.

Dentre os investigados está um servidor do INSS no Piauí que atua diretamente na concessão dos benefícios.

Conforme a PF, foram mobilizados 40 policiais federais de Parnaíba, Teresina e do Maranhão. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal de São Luís, no Maranhão. As diligências ocorrem simultaneamente nos municípios de Luzilândia (PI), Mata Roma (MA) e Tutóia (MA).

As investigações apontam a atuação de um grupo responsável pela concessão ilegal de diversos benefícios de pensão por morte e auxílios-maternidade. Segundo a PF, o grupo já causou um prejuízo de R$ 1,8 milhões aos cofres públicos, com a suspensão dos pagamentos indevidos que seriam homologados o valor sobe para R$ 4,2 milhões.

A fraude consiste na inserção de dados fictícios em processos montados a partir de falsos beneficiários alocados por familiares do técnico do seguro social. O grupo conta ainda com o apoio de um policial militar para dar segurança no momento dos saques dos valores retroativos.

O crime somente era possível graças à participação de um  servidor do INSS que atua na concessão de benefícios. A fraude consiste em inserção de dados fictícios em processos montados a partir de falsos beneficiários cooptados por familiares do técnico do seguro social.

O grupo também conta com apoio de um policial militar para dar segurança no momento dos saques dos valores retroativos, em sua maioria grandes somas em espécie retiradas na rede bancária.

O nome da Operação, “Urbsluzia” faz alusão ao município onde eram cooptados os pretensos beneficiários em nome dos quais eram implementados os benefícios fraudulentos.

https://i2.wp.com/www.clicaluzilandia.com.br/images/noticias/5167/3ec6215cda0e568459bd7b573409dc06.jpg?ssl=1

 

Aguarde mais informações

fonte: CIDADE VERDE/CLICA LUZILÂNDIA

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Curta Nossa Página

TERESINA DIESEL

DI&L TECIDOS FINO – LUZILÂNDIA- PI

BEM EM QUER BOUTIQUE EM MELANCIAS

SÃO BERNARDO-MA/ AO LADO DA SEC DE EDUCAÇÃO

WC DRONE – WILBERT CASTRO

CARNAVAL DO MELA-MELA EM LUZILÂNDIA

FINAL DO CAMPEONATO DA PEDRA BRANCA 2019 DECISÃO NOS PÊNALTIS

BP ROCHA CONSTRUÇÕES MAGALHÃES DE ALMEIDA -MA

Ouça a Super Vale FM 94,7