• CIDADE

      15°C/Max

      5°C/Min

Não procedem diz secretaria sobre denúncias de tortura em cadeia no Piauí

/ 19 de nov 2019

Em vídeos encaminhados ao 180, ex-detentos denunciam torturas na Cadeia Pública de Altos, Norte do Piauí. A Secretaria de Justiça do Piauí se manifestou através de nota sobre o caso, confira:

Sobre matéria veiculada neste portal, sob o título “Vídeos de presos denunciam torturas, agressões e maus tratos na Cadeia de Altos”, publicada no último dia 17/11/2019, a Secretaria de Estado da Justiça informa que não procedem os fatos relatados na notícia, que tais práticas não são toleradas pela gestão. Informa também que não recebeu notificação oficial, por parte de órgãos competentes, acerca de supostas torturas na unidade penal, Cadeia Pública de Altos Antônio José de Sousa Filho. Sobre o vídeo que circula nas redes sociais, em que o ex-detento Deivid Rodrigues de Oliveira, preso no dia 16/10/19, pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), a Sejus reitera que a unidade segue os protocolos de segurança e disciplina oriundos do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), que visam resguardar a ordem e a disciplina, bem como garantir os direitos humanos das pessoas privadas de liberdade.

Sobre o caso
Um deles se identifica nos vídeos como David e diz que os presos são submetidos a torturas, impedidos de visitas, atendimento médico entre outros ‘direitos’. Ele afirma que ficou 15 dias no local e não especifica qual crime cometeu.

Aparentemente o ex-presidiário estava em uma festa quando gravou um vídeo e diz que no local é um absurdo o que aconteceu no local.

“Quando a gente é preso a gente já perdeu e está disposto a cumprir a nossa pena. A gente não consegue nem cumprir isso porque a gente é muito humilhado”, diz.

O ex-detento diz toma café 7h e almoça 11h e 15h é a janta, sem direito a biscoito e banho de sol. Reclama também que passou 15 dias sem escovar os dentes.

O homem também diz que um dos seus colegas que estavam presos está fazendo tratamento psicológico após sair da cadeia.

Ele cita várias pessoas, como o diretor da cadeia, agentes penitenciários e o  juiz José Vidal de Freitas Filho.

David também diz que no local viveu uma ‘Ditadura’ e escravidão, alegando que é uma situação de ‘oprimissão’.

Veja o vídeo:

Em outro vídeo, o ex-detento aparece acompanhado de outro ex-presidiário, demonstrando como seriam as torturas.

Ele faz um apelo ao governador Wellington Dias, à vice-governadora Regina Sousa, aos Direitos Humanos e ao Conselho Nacional de Justiça.

O preso também diz que está sendo intimidado, pois está sendo monitorado, mas não tem medo, que pode estampar a cara dele nos jornais.

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Curta Nossa Página

WC DRONE – WILBERT CASTRO

CARNAVAL DO MELA-MELA EM LUZILÂNDIA

FINAL DO CAMPEONATO DA PEDRA BRANCA 2019 DECISÃO NOS PÊNALTIS

BP ROCHA CONSTRUÇÕES MAGALHÃES DE ALMEIDA -MA

Ouça a Super Vale FM 94,7