Numa operação realizada pela Polícia Federal na última terça-feira (9) em Imperatriz, foi descoberta uma fraude de grandes proporções, com prejuízos na casa dos R$ 200 mil para os cofres públicos. A Operação Parcela Excedente combate fraudes no Auxílio Emergencial do Governo Federal, e encontrou o suspeito de se apropriar do benefício de pelo menos 500 pessoas.

As fraudes ocorriam por meio de cadastramento de CPF’s que teriam direito ao benefício. Em vez de repassar os valores aos verdadeiros beneficiários, eles iam direto para a conta vinculada ao suspeito, que se utilizava de boletos fraudulentos para efetuar pagamentos, saques dos valores e até mesmo utilização de máquinas de cartão de crédito.

O prejuízo aos cofres públicos até agora é de pelo menos R$ 200 mil, podendo ser bem maior, já que os valores investigados até o momento são apenas os que foram denunciados pelas vítimas do fraudador.

A Polícia Federal já solicitou mandado de busca e apreensão e prisão preventiva do suspeito, que foi aceito pela 1ª Vara Criminal Federal da Subseção Judiciária de Imperatriz no Maranhão.

O suspeito responderá, inicialmente, pelos crimes de furto qualificado e associação criminosa, podendo chegar a uma pena de até 7 anos de prisão.