• CIDADE

      15°C/Max

      5°C/Min

Deputado do PCdoB é flagrado em negociata da SES por votos

/ 2 de mar 2018

Levi Pontes, eleito 4º vice-presidente da Assembleia Legislativa, negocia suporte financeiro do Governo do Estado à Prefeitura de Chapadinha e cita Flávio Dino.

SÃO LUÍS – O deputado estadual Levi Pontes (PCdoB), quarto vice-presidente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão, se tornou, pela segunda vez, protagonista de um escândalo na estrutura do Governo do Estado.

O parlamentar foi flagrado em áudio – que ganhou forte repercussão nas primeiras horas de ontem -, numa negociação que pode ter revelado como funciona um suposto esquema de uso da Saúde em troca de apoio político para as eleições 2018.

No áudio, Pontes, que pertence ao mesmo partido do governador Flávio Dino (PCdoB), negocia suporte financeiro do Executivo Estadual à Prefeitura de Chapadinha. No diálogo com os interlocutores, ele explica que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) é de responsabilidade do município, mas o Governo do Estado teria assumido o compromisso de mantê-la até o fim do mês de março, quando a SES pretende entregar o Hospital Macrorregional da cidade.

Ele pondera, contudo, que o prefeito Magno Bacelar o procurou para pedir que convencesse o governador Flávio Dino a manter a unidade com recursos do Estado por, pelo menos, mais um ano.

Daí, a chantagem ao prefeito. Levi Pontes afirma a Magno Bacelar que o recado somente seria levado a Dino, se o chefe do Executivo Municipal passar a lhe “tratar bem”.

“Me pediu [Magno Bacelar] para manter e para melhorar a Prefeitura pelo menos um pouco, mais um ano. Resposta minha: ‘depende, prefeito. Se o senhor me tratar bem eu posso conseguir’. Porque do jeito que eu consegui para botar para funcionar, eu consigo que o governador devolva o que é dele”, disse.

Em seguida, Levi Pontes assegura que já conversou sobre o tema com o governador Flávio Dino e com o secretário Carlos Lula.

“Ele [Magno Bacelar] já foi chamado e oficializado que vão entregar, mas eu já falei com o governador e liguei para o secretário hoje: ‘Lula, não é para devolver até a segunda ordem, liga para o governador que ele sabe’”, completou.

Xingamento – No áudio em que Levi Pontes também direciona ofensas à figura do governador Flávio Dino.

Ele afirma que tem ajudado o chefe do Palácio dos Leões, e que por isso, também exigiria ser ajudado.

“Botar retrato de macho dentro de casa… Até no meu quarto de dormir eu tirei o da mulher e botei o dele [Flávio Dino]. Não é possível que esse filho da puta [sic] não me ajude […] Mão lavada, lava a outra. Se eu estou ajudando ele, então ele tem que me ajudar. Não tem comida de graça”, completou.

Outro Lado

O Estado entrou em contato com a assessoria de comunicação do deputado estadual, para que ele se posicionasse sobre o tema. A assessoria informou, contudo, que Levi Pontes não se pronunciaria. O Estado também entrou em contato com o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos, mas até o fechamento desta edição não obteve resposta.

Andrea Murado formalizará denúncia contra Levi no Conselho de Ética

A deputada estadual Andrea Murad (MDB) anunciou ontem que vai acionar as autoridades competentes e o Conselho de Ética da Assembleia Legislativa contra o deputado estadual Levi Pontes (PCdoB).

Levi foi flagrado em novo áudio, numa espécie de negociata, a respeito de suporte financeiro do Governo do Estado à Prefeitura de Chapadinha.

No áudio, Levi faz referência ao governador Flávio Dino (PCdoB) e ao secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Para Andrea Murad,a postura do deputado do PCdoB é “imoral”.

“Uma vergonha que precisa parar. É preciso ação urgente da Polícia Federal, da Justiça Eleitoral, do Ministério Público Eleitoral e da Assembleia Legislativa para conter os crimes dessa quadrilha. No caso do peixe, a Comissão de Ética decidiu fechar os olhos. Quero ver como irão decidir agora em relação a essa chantagem imoral. Darei entrada em outra representação para apurar a conduta do deputado Levi”, afirmou.

Andrea também citou o fato de Levi ter assegurado articulação com o próprio chefe do Executivo.

“Ouçam bem que ele age com total conivência do governador Flávio Dino e do secretário Carlos Lula. Deu um ultimato ao prefeito Magno Bacelar: ou vota nele ou a SES devolve a UPA para a prefeitura. Além da ameaça, o áudio revela uma série de crimes praticado por eles que, como se constata, montaram uma organização criminosa na Saúde do Estado. Ouçam com atenção e tirem suas conclusões. Estamos em um ano decisivo que não se tolerará mais que o povo seja enganado com um falso discurso de honestidade. Na tribuna, o deputado Levi Ponte prega uma coisa, mas nos bastidores representa a verdadeira escória da política”, enfatizou.

FONTE: O ESTADO DO MARANHÃO

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Curta Nossa Página

TERESINA DIESEL

DI&L TECIDOS FINO – LUZILÂNDIA- PI

BEM EM QUER BOUTIQUE EM MELANCIAS

SÃO BERNARDO-MA/ AO LADO DA SEC DE EDUCAÇÃO

WC DRONE – WILBERT CASTRO

CARNAVAL DO MELA-MELA EM LUZILÂNDIA

FINAL DO CAMPEONATO DA PEDRA BRANCA 2019 DECISÃO NOS PÊNALTIS

BP ROCHA CONSTRUÇÕES MAGALHÃES DE ALMEIDA -MA

Ouça a Super Vale FM 94,7