• CIDADE

      15°C/Max

      5°C/Min

INFORME:

Candidata do PT em Curralinho (PA) é morta a facadas pelo ex-marido

FEMINICÍDIO / 20 de nov 2020

Ele não teria aceitado a separação, ocorrida há três anos. Leila Arruda foi assassinada a pauladas e a facadas na porta de casa

Leila Maria Santos de Arruda, candidata a prefeita no município de Curralinho pelo Partido dos Trabalhadores nas eleições deste ano, foi morta a facadas no final da tarde desta quinta-feira (19) no bairro do Tenoné, em Belém. O autor do crime é Boaventura Dias, conhecido como “Boa”, ex-marido da vítima.

Leila Arruda foi assinada em Belém

As primeiras informações sobre o feminicídio apontam para o fato do assassino não aceitar a separação, ocorrida há três anos, como motivação para o crime. “Boa” foi detido logo após ter assassinado a ex-esposa e está sendo apresentado na Delegacia de Homicídios, em Belém, onde será ouvido pelo delegado de plantão.

Elivaldo Pamplona/O Liberal

A Secretaria Nacional de Mulheres do PT e a direção nacional do partido se manifestaram por nota, prestando solidariedade aos amigos e familiares de Leila e cobrando justiça. “O crime aconteceu em Belém, na porta de sua casa, o que demonstra que não há espaços seguros para nós mulheres. Repudiamos todo e qualquer ato de violência contra as mulheres e exigimos imediatas providências”, diz trecho da nota.

“[Leila] foi candidata a prefeita do município de Curralinho/PA, neste pleito, alcançando a terceira posição com mais de 16% dos votos, o que demonstra sua importância e expressão política na cidade”, destacam.

Correligionários e lideranças políticas locais lamentaram o episódio. “Acabei de saber que nossa companheira Leila Arruda foi assassinada brutalmente pelo ex-marido. Leila era uma mulher negra, foi candidata a prefeita de Curralinho e obteve 16% do pleito eleitoral nessas eleições. Não consigo nem descrever o que sinto ao receber essa notícia”, escreveu a vereadora eleita Beatriz Caminha (PT), de Belém, no Twitter.

A vítima, que tinha 49 anos, deixa dois filhos, um de 24 e outro de 26 anos.

Em nota, o Partido do Trabalhadores confirmou a morte e lamentou o fato. Leila Arruda tinha 49 anos e foi fundadora e militante do movimento de mulheres empreendedoras da Amazônia (MOEMA), filiou-se ao partido dos trabalhadores em Curralinho aos 20 anos e era formada em pedagogia.

“O PT Pará ressalta sua indignação por este crime brutal que tirou a vida de mais uma mulher no estado e reitera que é inadmissível que as mulheres sejam reféns da violência provocada pelo machismo enraizado na sociedade.”

Acompanhe para mais informações.

FONTE: O LIBERAL

 

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Curta Nossa Página

TERESINA DIESEL

DI&L TECIDOS FINO – LUZILÂNDIA- PI

BEM EM QUER BOUTIQUE EM MELANCIAS

SÃO BERNARDO-MA/ AO LADO DA SEC DE EDUCAÇÃO

WC DRONE – WILBERT CASTRO

CARNAVAL DO MELA-MELA EM LUZILÂNDIA

FINAL DO CAMPEONATO DA PEDRA BRANCA 2019 DECISÃO NOS PÊNALTIS

BP ROCHA CONSTRUÇÕES MAGALHÃES DE ALMEIDA -MA

Ouça a Super Vale FM 94,7