Última semana: pais precisam levar crianças para vacinar

BRASÍLIA – A próxima semana é a última oportunidade dos pais e responsáveis levarem as crianças de um ano a menores de cinco para se vacinarem contra a pólio e sarampo. A Campanha Nacional de Vacinação contra as duas doenças termina dia 31 de agosto. Até o momento, 4,1 milhões de crianças em todo país ainda não receberam a vacina.

A última atualização enviada pelos estados mostra que, até esta sexta-feira (24), 62% das crianças brasileiras se vacinaram. Em todo o país, foram aplicadas mais de 14 milhões de doses das vacinas (cerca de 7 milhões de cada).

A meta do Ministério da Saúde é vacinar pelo menos 95% das 11,2 milhões de crianças independente da situação vacinal delas e criar uma barreira sanitária de proteção da população brasileira. “Estamos entrando na última semana de vacinação da campanha, que encerra no dia 31 de agosto. O esforço para impedir que doenças já eliminadas não retornem ao Brasil é um trabalho de toda a sociedade. Por isso, convocamos pais e responsáveis a levarem as crianças que ainda não foram vacinadas aos postos de saúde, independente da situação vacinal anterior, já que, neste ano, a campanha é indiscriminada”, ressalta o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

Para a poliomielite, as crianças que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina na vida serão vacinadas com a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). As crianças que já tiverem tomado uma ou mais doses receberão a gotinha (Vacina Oral Poliomielite – VOP). Em relação ao sarampo, todas as crianças devem receber uma dose da vacina tríplice viral, independente da situação vacinal. A exceção é para as que tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias, que não necessitam de uma nova dose.

Entre os Estados com menor cobertura, estão o Rio de Janeiro, com 40,15% do público-alvo vacinado para pólio e 41,45% para sarampo, e Roraima, que tem 44,61% pólio e 41,09% sarampo. Os Estados que estão com as melhores coberturas vacinais são: Amapá, com 90,33% para a pólio e 90,14% para o sarampo, seguido por Rondônia com 89,86% pólio e 88,44% sarampo. No Maranhão, a cobertura para pólio é de 65,89% e para sarampo é de 65,48.

O Ministério da Saúde oferta todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Ao todo, são 19 para combater mais de 20 doenças, em todas as faixas etárias. Por ano, são cerca de 300 milhões de doses de imunobiológicos distribuídos em todo o país.

Casos de Sarampo

Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. Até o dia 21 de agosto, foram confirmados 1.087 casos de sarampo no Amazonas, e 6.693 permanecem em investigação. Já o estado de Roraima confirmou 300 casos da doença e 67 continuam em investigação. Entre os confirmados, 9 casos foram atendidos no Brasil e estão recebendo tratamento, mas residem na Venezuela.

Os surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no país é o mesmo que circula na Venezuela, país que enfrenta um surto da doença desde 2017. Alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (2), Rio de Janeiro (18); Rio Grande do Sul (16); Rondônia (1), Pernambuco (2) e Pará (2). O Ministério da Saúde permanece acompanhando a situação e prestando o apoio necessário aos Estados. Cabe esclarecer que as medidas de bloqueio de vacinação, mesmo em casos suspeitos, estão sendo realizadas em todos os estados.

Sarampo no mundo

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os casos de sarampo chegaram a um número recorde na Europa. Os dados, divulgados pela organização nesta segunda-feira (20/08), apontam que mais de 41 mil crianças e adultos na Região Europeia foram infectados com sarampo nos primeiros seis meses de 2018. O número total de casos para esse período excede os 12 meses reportados em todos os outros anos desta década.

Desde 2010, o ano de 2017 foi o que teve o maior número de casos: 23.927. Em 2016, registrou-se a menor quantidade: 5.273. Além disso, pelo menos 37 pessoas morreram devido à doença neste ano. Sete países da região tiveram mais de uns mil casos neste ano (França, Geórgia, Grécia, Itália, Rússia, Sérvia e Ucrânia). A Ucrânia foi a mais atingida com mais de 23 mil pessoas afetas, o que representa mais da metade da população do país.

DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA SAÚDE

Homem agride e incendeia casa de ex-companheira em Campo Maior

Um homem identificado apenas como ’Neném’ foi denunciado por agressão e ameaça contra a sua ex-companheira. O acusado ainda tentou incendiar a casa da mulher, tocando fogo em um guarda roupa, que acabou se espalhando pela casa, sendo controlado por vizinhos. O fato aconteceu na Rua Osvaldo Cruz, no Bairro de Flores em Campo Maior.

Segundo familiares, a mulher já foi agredida várias vezes pelo homem e não quer mais manter o relacionamento, mas ele não aceita. A mulher já chegou a fugir de casa e ir morar com parentes.

“O inquérito foi aberto, medida protetiva já pedida e deferida pela justiça hoje mesmo. O investigado já foi ouvido, as testemunhas, e a recognição do local de crime já feito pela Policia Civil” disse o chefe de cartório, Baker Martins.

A denúncia foi feita na última quarta e nesta quinta-feira o homem compareceu na delegacia, prestou depoimento e foi liberado.

 (Crédito: Reprodução)
(Crédito: Reprodução)

Fonte: Com informações do Campo Maior em Foco

Aplicativo Pardal: Eleitor poderá denunciar infrações em campanhas

aplicativo Pardal, desenvolvido pela Justiça Eleitoral para possibilitar que os eleitores denunciarem infrações durante as campanhas eleitorais nestas eleições, e assim atuando como fiscais da eleição e importantes atores no combate à corrupção eleitoral, ganhou uma nova versão na quinta-feira (23) e já está disponível para download nas lojas virtuais Apple Store e Google Play.

O Pardal pode ser utilizado para noticiar diversos tipos de infrações eleitorais, como as relativas à propaganda eleitoral, compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais e doações e gastos eleitorais. Além do aplicativo móvel, o Pardal tem uma interface web, que será disponibilizada nos sites dos Tribunais Regionais Eleitorais(TREs) para envio e acompanhamento das notícias de irregularidades.

Aplicativo Pardal
Aplicativo Pardal (Crédito: Eshoje)

Nas denúncias feitas por meio do Pardal, deverão constar, obrigatoriamente, o nome e o CPF do cidadão que as encaminhou, além de elementos que indiquem a existência do fato, como vídeos, fotos ou áudios. A autoridade responsável por apurar a notícia de infração poderá manter em sigilo as informações do denunciante, a fim de garantir sua segurança.

A nova versão apresenta as mesmas funcionalidades da anterior (2016), com algumas melhorias: reformulação da infraestrutura e atualizações tecnológicas para aperfeiçoamento da performance do programa; possibilidade de registrar denúncias também contra partido e coligação; e aprimoramentos do sistema de triagem das denúncias, a fim de facilitar o trabalho de apuração por parte dos TREs e do Ministério Público Eleitoral (MPE).

Supostas irregularidades na propaganda eleitoral veiculada nas emissoras de TV ou rádio e na internet, bem como notícias de infrações relacionadas a candidatos aos cargos de presidente e vice-presidente da República, não serão processadas pelo Pardal. Nesses casos, o eleitor deverá encaminhar as eventuais denúncias pelos meios tradicionais.

A atualização de versão do aplicativo está prevista na Portaria TSE n° 745, de 22 de agosto de 2018, assinada pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber.

Fonte: Com informações do Tribunal Regional Eleitoral e Justiça Eleitoral

Operação: Polícia Civil cumpre mandados de feminicídios no Piau

O delegado geral, Riedel Batista, anunciou que 10 pessoas foram presas no Piauí, na megaoperação da Polícia Civil que prevê o cumprimento de mandados de prisão de suspeitos de homicídios e feminicídios, seja consumados ou tentados.

Um balanço divulgado às 10h apontava que, em 16 estados, 593 suspeitos foram detidos e 61 adolescentes foram apreendidos. Além disso, 32 armas foram apreendidas. Ao todo, 4.983 policiais civis participam da operação.

Além do Piauí, foram cumpridas prisões no Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Groso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Operação: Polícia Civil cumpre mandados de feminicídios no Piauí

Nesta sexta-feira (23/08), a Polícia Civil do Piauí participa da ‘Operação Cronos’, que é de iniciativa do Ministério da Segurança Pública em parceria com o Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil, com o objetivo de combater os homicídios e feminicídios (tentados e consumados) em todo Brasil.

No Piauí serão cumpridos Mandados de Prisão em Teresina e demais cidades do interior do estado, relacionados a homicídios, feminicídios e violência doméstica. Também serão verificados nos endereços de vítimas de violência doméstica, o devido cumprimento de medidas protetivas, sendo mais de 100 fiscalizações relativas a estes cumprimentos em todo Piauí.

A Operação Cronos acontecerá durante todo o dia, estando agendada entrevista coletiva na sede da Delegacia Geral, para que sejam repassados os dados parciais da operação.

 (Crédito: Reprodução/ SSP-PI)
(Crédito: Reprodução/ SSP-PI)
 (Crédito: Reprodução/ SSP-PI)
(Crédito: Reprodução/ SSP-PI)
 (Crédito: Reprodução/ SSP-PI)
(Crédito: Reprodução/ SSP-PI)
 (Crédito: Reprodução/ SSP-PI)
(Crédito: Reprodução/ SSP-PI)
 (Crédito: Reprodução/ SSP-PI)
(Crédito: Reprodução/ SSP-PI)

FONTE: Ascom

Feira oferece mais de 200 vagas de emprego em Teresina

A 2ª Feira de Empregos e Negócios da Fundação Wall Ferraz está ofertando mais de 200 vagas de emprego. O evento, que acontecerá no dia 27, de 8h às 17h, no Sesc Ilhotas, em Teresina, visa estimular a empregabilidade, o empreendedorismo e a geração de renda principalmente aos egressos de cursos profissionalizantes ofertados pela Fundação Wall Ferraz.

Durante a feira haverá oferta de vagas de emprego em diversas áreas [confira lista abaixo] e também para o programa Jovem Aprendiz, realização de palestras e workshops dirigidos às necessidades de qualificação profissional requeridas pelo mercado de trabalho e ainda exposição e comercialização de produtos resultantes dos cursos ofertados pela FWF no primeiro semestre deste ano.

Para participar, o trabalhador interessado deve realizar inscrição no Balcão do Trabalhador no horário de 8h às 13h. Os documentos necessários para inscrição são carteira de trabalho, currículo, comprovante de escolaridade e de experiências profissionais. No dia da feira, mais de 50 novas vagas serão oferecidas pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine), através da Secretaria do Trabalho e Empreedendorismo (Setre).

O evento conta com a parceria direta do Sine Piauí e empresas de diversos ramos, o que resulta na diversidade de vagas ofertadas, com ocupações em diferentes níveis. Um dos destaques é a oferta de vagas para Armazenista e Operador de Caixa, onde não é exigida experiência profissional dos interessados. Para o cargo de Jovem Aprendiz, o interessado deve ter entre 14 e 22 anos, estar cursando o ensino médio, ter boas notas, possuir carga horária disponível de seis horas diárias e não ter nenhum registro profissional anterior em sua carteira de trabalho.

O Balcão do Trabalhador fica localizado na Rua Firmino Pires, nº 379, Edifício Saraiva Center, térreo, sala 138, Centro/Sul, no mesmo prédio do IPMT.

Vagas de emprego disponíveis para inscrição no Balcão do Trabalhador:

– Assistente administrativo

– Assistente de Compras

– Assistente fiscal

– Analista de atendimento

– Auxiliar de logística

– Auxiliar de logística PCD

– Auxiliar de mecânica

– Auxiliar de almoxarifado

– Açougueiro

– Armazenista

– Agente de portaria

– Balconista

– Cozinheiro

– Enfermeiro

– Fiscal de loja

– Fiscal de Prevenção

– Operador de caixa

– Operador de telemarketing

– Recepcionista

– Supervisor de loja

– Supervisor de vendas

– Supervisor de produção

– Televendas

– Técnico em mecânica

– Técnico em elétrica

– Vendedor de veículos

– Técnico em segurança do trabalho

– Técnico em enfermagem

– Vendedor de consórcio

– Vendedor

– Vigilante

FONTE: R10

Ibope: governo Wellington Dias é aprovado por 54% e reprovado por 39%

A pesquisa Ibope, encomendada pela TV Clube e divulgada nessa terça-feira (21), mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo de Wellington Dias (PT):  Ótimo/bom: 32%;  Regular: 38%;  Ruim/péssima: 26%; Não sabem avaliar: 5%.

A pesquisa foi divulgada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número PI-04617/2018. Ouviu 812 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais. Foi realizada de 18 a 20 de agosto e tem margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Também foi avaliada a opinião dos entrevistados sobre a maneira de governar de Wellington Dias (PT). Os resultados são os seguintes: 54% aprovam; 39% desaprovam e 7% não sabem avaliar.

Ibope: governo Wellington Dias é aprovado por 54% e reprovado por 39%

Foto: Bruna Dias

A pesquisa Ibope mediu ainda a intenção de votos na disputa pelo governo do Piauí. Os resultados foram:

Wellington Dias (PT): 47%;

Dr. Pessoa (SD): 13%;

Elmano Férrer (Podemos): 6%;

Luciano Nunes (PSDB): 6%;

Fábio Sérvio (PSL): 2%;

Valter Alencar (PSC): 2%;

Luciane Santos (PSTU): 1%;

Professora Sueli (PSOL): 1%;

Branco/nulo: 13%;

Não sabe/não respondeu: 9%.

FONTE: R10

Agências dos Correios poderão emitir carteira profissional de graça

O Ministério do Trabalho e Emprego pretende ampliar os pontos de emissão da carteira de trabalho em todo o país, sem custos para os cidadãos. A ampliação seria possível por meio de um acordo em discussão com os Correios, que têm agências nos 5.570 municípios brasileiros.

A emissão do documento continuará gratuita. De acordo com o ministério, a taxa de entrega da carteira expedida pelos Correios seria custeada pela pasta. O custo do serviço ainda está sendo avaliado.

Em julho deste ano, foi anunciado que um acordo de cooperação técnica seria assinado entre o Ministério do Trabalho e os Correios e um projeto-piloto teria início no estado de São Paulo.

 Acordo facilitará acesso do trabalhador à carteira profissional em todo o país  (Crédito: Marcello Casal/Arquivo/Agência Brasil)
Acordo facilitará acesso do trabalhador à carteira profissional em todo o país (Crédito: Marcello Casal/Arquivo/Agência Brasil)

O objetivo do acordo é permitir que todos os trabalhadores brasileiros, em especial os que vivem nos municípios mais distantes dos grandes centros, tenham acesso ao documento.

A pasta informou que a expedição da carteira de trabalho continuará ocorrendo normalmente em toda a rede de atendimento como postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine), gerências regionais e superintendências do Trabalho nos estados.

A carteira de trabalho é obrigatória para toda pessoa prestar algum tipo de serviço, seja na indústria, no comércio, na agricultura, na pecuária ou de natureza doméstica.

Os registros das atividades do trabalhador feitos no documento garantem o acesso a alguns dos principais direitos trabalhistas, como seguro-desemprego, benefícios previdenciários e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Fonte: Com informações da Agência Brasil