Bolsa Família começa a pagar nesta quarta benefício com reajuste

Segundo o ministério, para saber o dia em que o dinheiro pode ser retirado, basta que o beneficiário confira o Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão.

BRASÍLIA – Os inscritos no Bolsa Família começam a receber hoje (18) o benefício com reajuste de 5,67%. O pagamento será escalonado até o dia 31 deste mês. A informação foi divulgada hoje pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Segundo o ministério, para saber o dia em que o dinheiro pode ser retirado, basta que o beneficiário confira o Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão. Quem tem o cartão com final 1 pode sacar no primeiro dia do pagamento. Os com final 2, no dia seguinte e assim por diante.

Os recursos ficam disponíveis para saque por um período de três meses. O benefício é destinado às famílias inscritas no Cadastro Único e com renda mensal per capita de até R$ 89, além daquelas com renda mensal por pessoa de até R$ 178 que tenham entre seus integrantes gestantes, crianças ou adolescentes.

Ao se inscreverem no programa, as famílias assumem compromissos nas áreas de educação e saúde, que são conhecidos como condicionalidades.

O MDS lembra que crianças e adolescentes precisam ter frequência escolar de 85%. Para os jovens de 16 e 17 anos, o percentual exigido é de 75%. Na condicionalidade de saúde, um dos compromissos é manter em dia a vacinação das crianças e o pré-natal das gestantes.

O último reajuste do Bolsa Família aconteceu nesta mesma época, há dois anos. Em 2016, o benefício também havia ficado dois anos sem aumentos. Este reajuste de 5,67% foi aprovado em maio pelo governo. O Bolsa Família é o maior desembolso social da União, consumindo cerca de R$ 29 bilhões anuais, distribuídos a quase 14 milhões de famílias.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

LEIA TAMBÉM:

MORRE MÉDICA QUE FOI ENCONTRADA DESACORDADA NO ESTACIONAMENTO DO HOSPITAL UDI, EM SÃO LUÍS

Mais de 300 novos policiais militares do Piauí são nomeados

Foi publicada, nesta quarta-feira (18), a portaria com a nomeação de 318 soldados da Polícia Militar do Piauí que concluíram o Curso de Formação.

O documento foi assinado pelo governador Wellington Dias e os secretários de Governo e de Administração, Ariane Sídia e José Ricardo, respectivamente, no dia 4 de julho.

Clique AQUI e confira a relação dos nomeados

Os novos policiais foram nomeados para atuarem nos batalhões das cidades de Picos, Parnaíba, Uruçuí, Floriano, Corrente, Avelino Lopes, São Raimundo Nonato, Piripiri, Oeiras e Bom Jesus. Eles se formaram durante solenidade em comemoração aos 183 anos da Polícia Militar do Piauí que aconteceu no mês de junho.

*Com informações Governo do Piauí

MEC divulga resultado da segunda chamada do Prouni

BRASÍLIA – Os estudantes já podem conferir o resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni), na internet. A lista com os candidatos pré-selecionados nesta chamada do segundo semestre de 2018 foi divulgada hoje (16). Os estudantes têm até o próximo dia 23 para apresentar nas instituições de ensino os documentos que comprovem as informações prestadas no momento da inscrição.

A pré-seleção assegura ao candidato apenas a expectativa de direito à bolsa. Aquele que estiver na lista deverá ainda ir à instituição de ensino para comprovar as informações. A lista com a documentação necessária está na página do Prouni.

O candidato deve verificar, na instituição, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, na reprovação do candidato.

Quem não foi selecionado em nenhuma das chamadas pode aderir à lista de espera nos dias 30 e 31 de julho, na página do Prouni, na internet. A lista de espera será divulgada no dia 2 de agosto.

O Prouni oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior. Ao todo, neste processo seletivo, serão ofertadas 174.289 bolsas, sendo 68.884 integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

PÚBLICO LOTA A PRAÇA DE EVENTOS NA 3ª NOITE DO ARRAIAL NOSSA GENTE NESTE SÁBADO 14/07

O 22º Arraial Nossa Gente realizado no município de Magalhães de Almeida em sua terceira noite de festa conseguiu aglomerar o maior número de público possível em uma festa de São João na região do Baixo Parnaíba maranhense. A festa contou também com a presença de várias autoridades tanto maranhense como piauienses, entre elas; a presença do deputado Ismar Marques, pré-candidato a deputado federal pelo MDB do Estado do Piauí, o líder político Neto Carvalho o prefeito de Magalhães de Almeida Dr. Tadeu Sousa e a 1ª Dama Kelyane Macêdo e demais autoridades do Município e de São Bernardo do Maranhão.

A festa magalhense é um atrativo para as cidades da circunvizinhança, que vem em busca de boas festas e grandes apresentações culturais, a receptividade, a segurança e o conforto que o festival junino oferece aos visitantes se transforma em um atrativo a mais.

Neste sábado, quem se apresentou no pátio principal foram as dança portuguesa e quadrilhas juninas:

Supremacia e Ousadia Portuguesa – Vargem Grande- MA

Junina Luar do Sertão – Esperantina-PI

Quadrilha Junina Babaçu – Coelho Neto – MA

Junina Mandacaru do Sertão – Codó – PI e outras atrações.

E quem esperava por uma grande noite de diversão, veio ao local certo, a partir de 01:00 da manhã, entrou no palco o Forró Relembrar banda parnaibana que vem se destacando em toda região, trazendo o melhor do forró das antigas, Paulinho Relembrar e Rose Pereira tocaram os sucessos que embalaram épocas. Em seguida trazendo repertório atualizado e levando o povo ao delírio Pisada Forrozeira fechou a noite festiva.

 

VEJA AS FOTOS DO SÁBADO:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VEJA A PLANTA BAIXA DO EVENTO LUZILÂNDIA JULINA COM DETALHES DOS ESPAÇOS DO COMPLEXO

Veja a planta baixa do complexo do evento Luzilândia Julina, o espaço contará com praça de alimentação, espaço saúde, com a permanência de ambulância com profissionais capacitados, para o caso de alguma eventualidade; o quadrilhódromo, local que reúne tablado, arquibancadas e palco médio, onde as juninas e danças se apresentarão; terá um espaço cenográfico, que reunirá todas as decorações alusivas ao tema geral do evento; um espaço para ambulantes; arena de shows com o palco oficial para apresentação das atrações musicais, um espaço para os banheiros químicos, um espaço destinado à venda das peças confeccionadas pelo Centro de produção.
O evento contará em todos os seus dias, com segurança reforçada, com a presença da Guarda Municipal e policiais militares.

FONTE: FACEBOOK RONALDO GOMES

Maranhão: Portadora de hidrocefalia gigante, Graziely Alves completa 25 anos e família precisa de doações

Surpreendendo todas as estimativas médicas, Graziely Alves Régis está completando, neste sábado (14), 25 anos, sendo que ela é portadora de uma doença rara, a hidrocefalia gigante desde o seu nascimento, em 1993. A jovem, entretanto, está necessitando de ajuda para manter a saúde, como, por exemplo, um colchão pneumático e um ar-condicionado.

A mãe da garota, Adalgisa Soares Alves, 43, contou ao Jornal Pequeno que o médico de sua filha recomendou que a família adquirisse um ar-condicionado porque Graziely tem alergia a poeira, que é levada até a jovem por meio do ventilador, que fica ligado por conta do calor. Além desse material, ela também precisa do colchão pneumático, que é vendido somente pela internet, uma vez que não existe nas lojas da região metropolitana de São Luís.

De acordo com Adalgisa, esse colchão especial estaria custando entre R$ 800 a R$ 1 mil. Outro item essencial para a jovem, mas que não existe na residência da família, no Residencial Nova Terra (município de São José de Ribamar), é a almofada de gel quadrada, que totalizam em seis unidades, e uma válvula para o cilindro de oxigênio, pois o que Graziely utiliza está com vazamento, o que pode ter consequências graves para a portadora da hidrocefalia, como, por exemplo, pneumonia, que atacou a jovem no ano passado.

Adalgisa disse que o orçamento da casa não cobre todas essas despesas, tendo em vista que sua filha recebe o benefício da Lei Orgânica da Assistência Social (Loas), do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), pois ela possui a hidrocefalia gigante. O companheiro dela, o porteiro Marco Aurélio, que é padrasto de Graziely, recebe um salário que é pequeno para a compra de todos esses materiais que a jovem precisa para sua sobrevivência. O cotidiano dela é muito delicado, pois a garota é vigiada o tempo todo, para que nada de ruim aconteça e coloque em risco sua vida.

Até mesmo nas refeições, Graziely recebe cuidados especiais, uma vez que ela possui dificuldades para engolir os alimentos, sobretudo porque a jovem não consegue se movimentar sozinha e não enxerga. Por outro lado, a audição dela é normal. Dessa forma, Adalgisa pede, humildemente, que as pessoas ajudem sua filha com as doações, para que ela complete mais aniversários e possa estar presente com amigos e familiares, que nunca a abandonaram.

A mãe de Graziely disponibilizou as seguintes contas bancárias para quem se compadecer e doar qualquer valor em dinheiro: Caixa Econômica Federal (agência: 1649; conta-poupança: 46097-8; operação: 013; titular: Adalgisa Soares Alves)/Banco do Brasil (agência: 5675-8; conta-corrente: 8237-6; titular: Graziely Alves Régis)/Banco Bradesco (agência: 2121-0; conta-poupança: 2501684-0; titular: Adalgisa Soares Alves).

Mas, para quem desejar entregar as doações pessoalmente, o endereço da família é Travessa 46, Quadra 46A, casa 20A, Residencial Nova Terra. O WhatsApp de Adalgisa é o seguinte: 98221-7576.

A DOENÇA

Graziely nasceu no Hospital Materno Infantil, em São Luís, sendo que os médicos teriam detectado alguma anormalidade somente no oitavo mês de gestação. Mas, somente dois dias após ter dado à luz, a genitora descobriu que a filha possuía a hidrocefalia gigante – que teria sido adquirida depois de Adalgisa ter contraído rubéola durante a gravidez –, pois a equipe médica e seus familiares evitavam comentar sobre o fato.

Ela confessou que, naquele momento, “foi um choque”, mas, momentos depois, esse impacto psicológico já havia passado e sua filha era amada como deveria ser. Adalgisa recordou uma situação em que um neurocirurgião, após quinze dias do nascimento da filha, concluiu que a garota viveria no máximo até três meses. Contudo, Graziely, superando essa estimativa, está completando hoje 25 anos, sendo adorada por suas duas irmãs, de 19 e 21, e por seus dois sobrinhos.

Nesse intervalo, Graziely já foi levada três vezes a São Paulo, sendo que as viagens sempre tiveram relação com a doença. A família, há sete meses, morava em uma casa alugada no Jardim São Cristóvão, às margens da Avenida Lourenço Vieira da Silva. Hoje, Adalgisa, o marido e a filha habitam o Residencial Nova Terra, em São José de Ribamar, em uma casa própria, a partir do programa federal “Minha Casa, Minha Vida”, que foi adaptada para receber a jovem portadora da hidrocefalia. (Por Nelson Melo)

Fonte: Jornal Pequeno