Secretaria Municipal de Saúde de Joaquim Pires-PI realiza dia D de vacinação contra Poliomielite e Sarampo

A Secretaria de Saúde de Joaquim Pires promoveu no último sábado, 18 de agosto, na Unidade Básica de Saúde Antônio da Silva Ramos, o Dia D de vacinação contra poliomielite e Sarampo.

A campanha de vacinação vai até 31 de agosto e tem como meta imunizar 95% das crianças com idades entre 1 a 4 anos, 11 meses e 29 dias. A meta é recomendada pela Organização Mundial de Saúde – OMS.

Durante todo o dia, a Unidade recebeu as famílias que levaram os seus filhos para atualizarem a vacina que prevenia o sarampo e a poliomielite. Esta ação aconteceu em todo o país durante o sábado.

A coordenadora do Programa de Saúde da família, Ana Carolina, participou da campanha acompanhada com os demais profissionais de saúde do município. De acordo com a coordenadora, as crianças receberam as doses da vacina tríplice viral e a versão oral do imunizante (VOP).

O Ministério da Saúde faz um alerta sobre a transmissão destas doenças. A poliomielite é transmitida por contato direto de pessoa para pessoa pela via fecal-oral: alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores. Já o sarampo, ocorre de forma direta pelas secreções ao tossir, espirrar, falar ou respirar.

FONTE: ASCOM

Hospital Regional de Chapadinha-MA garante atendimento de qualidade aos paciente de Hemodiálise

FONTE: BLOG DO FOGUINHO

O Secretário Carlos Lula usou a sua rede social para destacar o fim do sofrimento dos pacientes de Hemodiálise que percorriam até 500 KM em busca de tratamento na capital São Luis.

Na foto está a paciente de Chapadinha Ana Nascimento que a anos sofria nesta peregrinação, mas agora terá um atendimento especial na sua cidade, com a inauguração do Hospital Regional.

Ainda no seu discurso no dia da inauguração, Carlos Lula disse que os 10 Leitos tem a capacidade de até 60 paciente, e hoje na região só tem 48 que buscam este tipo de tratamento.

Enfim, o Hospital Regional além de realizar sonhos, veio pra salvar vidas da população do Baixo Parnaíba.

Antes não tinha, agora tem.

 

TCE determina que maternidade de Teresina demita servidores

A Maternidade Dona Evangelina Rosa, de Teresina, tem 15 dias para demitir todos os contratados a partir de janeiro de 2015, que desempenhem atividade meio, de natureza administrativa. A determinação foi expedida na sessão plenária de ontem (14) do Tribunal de Contas do Piauí. Em caso de descumprimento, será aplicada uma multa diária de R$ 3 mil.

O processo originou-se de auditoria realizada pelo setor técnico do TCE-PI, para avaliar a qualidade dos serviços prestados pela maternidade e verificar a regularidade da execução dos contratos de fornecimento de bens e serviços e das admissões de pessoal, inclusive temporários e contratados.

Segundo o conselheiro-substituto Alisson Araújo, a auditoria mostrou “um quadro calamitoso, uma vez que a maternidade apresenta taxas de mortalidade infantil que correspondem a quase o triplo da média nacional e déficits financeiros mensais que superam a cifra de R$ 1.300.000,00 (Um milhão e trezentos mil reais)”.

Segundo o relatório da auditoria, as despesas com prestadores de serviço da instituição aumentaram mais de 85% no período de 2015 a 2017, “passando de R$ 4.354.447,98 (Quatro milhões trezentos e cinquenta e quatro mil quatrocentos e quarenta e sete reais e noventa e oito centavos) para mais de R$ 8 milhões.

O conselheiro Alisson Araújo diz no relatório do processo que as informações levantadas na auditoria apontam a “contratação desmesurada de prestadores de serviços, com a consequente elevação das despesas da unidade hospitalar, pagamento de prestadores de serviços à margem da folha de pagamento, classificação incorreta das despesas com prestadores de serviço e ausência de implementação de ponto eletrônico”.

Segundo ele, “a manutenção do atual cenário econômico deficitário impede a instituição hospitalar de prestar serviços condizentes com as necessidades da população, ocasionando risco de elevação dos índices de mortalidade até então apresentados”.

Além do afastamento dos servidores, o TCE-PI determina ainda que a direção da maternidade instale ponto eletrônico biométrico e se abstenha-se, a partir de julho de 2018, de efetuar pagamentos aos servidores efetivos, comissionados, temporários e aos contratados que não comprovem o cumprimento da jornada de trabalho por meio do ponto eletrônico.

A maternidade também deverá se abster de realizar pagamentos de parcelas remuneratórias de qualquer natureza a servidores efetivos, comissionados ou temporários por meio exclusivamente de nota de empenho, à margem da folha de pagamento.

FONTE: VIAGORA

Sesapi confirma 83 casos de H1N1 com 10 mortes no Piauí

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) confirma 83 casos de influenza H1N1, sendo que 10 evoluíram para óbito. Os dados foram apresentados nesta terça-feira (05), pela Diretoria de Vigilância e Atenção à Saúde.

Os casos de Influenza H1N1 estão inseridos no perfil epidemiológico da síndrome respiratória aguda grave (Srag), que totalizaram 297 casos notificados, sendo:

– 83 casos confirmados com Influenza H1N1

– 2 por adenovírus;

– 17 por metapneumovírus;

– 2 por parainfluenza 1;

– 83 não especificada;

– 87 em investigação.

 

Dos 297 casos de Srag, foram notificados 29 óbitos: sendo 10 por causa não especificada; dois por metapneumovírus; 10 para H1N1 e quatro ainda estão em investigação. A Secretaria de Estado da Saúde já disponibilizou 20.500 unidades de Tamiflu para rede pública estadual e municipal para a assistência aos pacientes da síndrome respiratória aguda grave.

Imunização

Até agora, cerca de 510 mil piauienses foram imunizados contra influenza, representando 73,94 % da população alvo da campanha. O Ministério da Saúde enviou ao Piauí todas as 816 mil doses da vacina previstas para o Estado, que já foram redistribuídas integralmente aos municípios.

A campanha foi prorrogada até 15 de junho, porque como explica o superintendente de Atenção Integral à Saúde, Herlon Guimarães, o Brasil atingiu 68% da meta vacinal e com essa prorrogação, o Ministério da Saúde pretende atingir a meta de 90% do público vacinal imunizado. “É de extrema importância que as pessoas dos grupos prioritários procurem os seus municípios para a imunização”, explica.

A meta é vacinar 808 mil piauienses prioritariamente dos grupos:

– indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

– crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);

– gestantes e puérperas;

– trabalhadores da saúde;

– povos indígenas;

– grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;

– professores das escolas públicas e privadas;

– adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;

– população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Fonte: Portal MN

Cantora Marilia Mendonça manda Alô para Magalhense em vídeo

A contara Marília Mendonça, cantora e compositora da música sertaneja, gravou uma vídeo onde ela manda um alô para cidade de  Magalhães de Almeida e para Mazé.

Mazé é filha da dona Didi bastante conhecida em nossa cidade, e trabalha para a famosa cantora há muitos anos.

O vídeo logo viralizou nas redes sócias deixando os magalhense cheio de orgulho. A cantora é conhecida nacionalmente como ” Rainha da Sofrência”.
FONTE Portal do Romerio Carvalho

 

Influenza: Quase 50% da população alvo da campanha já foi vacinada

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), em boletim divulgado nesta segunda-feira (21), informa que até o momento, 49,13% da população alvo da campanha contra Influenza já foi imunizada, o que representa 340 mil pessoas. O Ministério da Saúde enviou ao Piauí todas as 816 mil doses da vacina previstas para o Estado, que já foram redistribuídas integralmente aos municípios.

A coordenadora de imunização, Kássia Barros, alerta os municípios sobre a importância da inserção das informações no sistema. “Muitos municípios ainda não enviaram qualquer informação no sistema, estando com zero cobertura vacinal, com isso não temos o real parâmetro da imunização no Piauí”, comenta .

Nesta terça, a Sesapi atualiza os dados da influenza H1N1 dos casos que evoluíram para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRag).

A campanha segue até o dia 1º de junho, com a meta de vacinar 808 mil piauienses prioritariamente dos grupos:

– indivíduos com 60 anos ou mais de idade;
– crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);
– gestantes e puérperas;
– trabalhadores da saúde;
– povos indígenas;
– grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
– professores das escolas públicas e privadas;
– adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
– população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

 

Fonte: Com informações da Sesapi

Murici dos Portelas realiza 2º Seminário de Integração

O município de Murici dos Portelas realizou na manhã desta quarta-feira (16/05) o 2º Seminário de Integração dos municípios da região Norte do Piauí, com a temática “Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes”.

O seminário aconteceu Ginásio Poliesportivo Pedro Américo de Sousa e reuniu alunos, professores, diretores, conselheiros tutelares e representantes de diversas secretarias municipais.

A programação teve inicio ás 7h00 com o credenciamento dos participantes, em seguida com a composição da mesa de honra. Na ocasião, diversos palestrantes relataram situações de abuso e exploração contra crianças e adolescentes e como denunciar se a pratica ocorrer.

Promotor Raimundo Martins

Participaram do evento o promotor de justiça do município de Joaquim Pires Dr. Raimundo Martins, Chefe do GPM de Murici dos Portelas Clestenys, conselheiros tutelares, secretário de governo Lucas Escorcio, secretária de saúde Ana Cristina e outros. O prefeito Ricardo Sales, com problemas de saúde esteve ausente.

Na manhã deste sexta-feira (18), ocorrerá uma caminhada pelas principais ruas da cidade com os alunos da rede municipal de educação.

Fonte: Ascom

Primeira etapa de vacinação contra Febre Aftosa inicia nesta terça-feira, dia 1º de maio

Com inicio neste dia primeiro de maio e duração até o dia 31 do mesmo mês, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged-MA) dará início á campanha de vacinação contra a Febre Aftosa, onde nesta primeira etapa deverão ser vacinados todos os rebanhos bovinos e bubalinos em nos 217 municípios do Estado.

A campanha visa manter o Maranhão no estado de Livre da Febre Aftosa com vacinação, caminhando para a retirada da vacina até o ano de 2020, além de garantir a exportação de rebanhos e carne de qualidade, movimentando a economia estadual, bem como a saúde pública dos maranhenses.

O criador deverá vacinar seu rebanho durante o período de 1 a 31 de maio e tem até o dia 15 de junho, para comprovar a vacinação na aged em que sua propriedade está cadastrada.

O presidente da Aged, Sebastião Anchieta, ressaltou que a vacinação bem sucedida também representa um passo a mais para atingir o status livre da febre aftosa sem vacinação.

“Estamos iniciando mais uma etapa de vacinação e continuaremos trabalhando firme para alcançar resultados vacinais exitosos e deixar os rebanhos maranhenses livre da febre aftosa.”

Na primeira etapa do ano passado, foram imunizados 98,42% de todo o rebanho bovino e bubalino do Maranhão contra febre aftosa, onde pelo terceiro ano consecutivo, o Estado manteve os resultados acima de 98%.

Por Jacii Martins

Fonte: Aged

Câncer bucal: você conhece? Veja as causas

SÃO LUÍS – Toda doença que tem como característica o crescimento celular descontrolado, gerando células anormais neoplásicas e com a capacidade de invadir outros órgãos, é chamada de câncer. Quando acomete a cavidade bucal e os lábios, recebe o nome específico de câncer de boca. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de boca está entre os dez tipos de maior incidência em homens brasileiros.

O Dr. Elcio Caldas, diretor clínico da Oral Sin São Luís, apontou as principais causas desta doença que atinge mais dez mil novos casos por ano, sendo que deste número, 40% podem levar a óbito. “Câncer é um assunto muito sério que, se não diagnosticado e tratado em sua fase inicial, pode até levar morte”, destacou Dr. Elcio.

– Afta: O senso comum é que toda lesão na boca se resume a uma afta. Essa pequena úlcera precisa desaparecer em um prazo máximo de sete a dez dias. Se isso não acontecer, o recomendado é procurar um dentista, porque essa ‘afta’ merece uma atenção especial, podendo até originar um câncer.

– Dentadura: Poucos imaginam, mas o uso de uma dentadura ou prótese dentária pode ser determinantes para um câncer de boca. Uma dentadura que com o passar dos anos começa a machucar, certamente, vai ocasionar a proliferação de bactérias, feridas e sangramentos. Portanto, essas feridas em potencial podem se transformar em um câncer de boca.

– Tabagismo: O tabaco aumenta de 4 a 15 vezes a probabilidade de desenvolver um câncer de boca. O cigarro contém 60 substâncias com poder cancerígeno, além dos seus componentes tóxicos e a inalação da fumaça quente, que também é prejudicial à saúde.

 

FONTE: DIVULGAÇÃO/ORAL SIN30/04/2018 às 07h26

 

– Alcoolismo: A ingestão excessiva de bebida alcoólica aumenta cerca de 9 vezes o risco de câncer. Ele está relacionado de 2% a 4% das mortes causadas por câncer e ocorrem por conta do álcool mais especificamente, de 50% a 70% de todas as mortes por câncer de língua, cavidade oral, faringe e esôfago.

– Exposição ao sol: A exposição excessiva ao sol pode provocar um câncer de lábio inferior. Pessoas de cor clara, com pouca pigmentação de melanina, são as que apresentam maior risco.

Sabia que existe um autoexame bucal?

Sim, existe. Ele é simples e pode ser feito por qualquer pessoa. Basta um espelho e um ambiente iluminado para conhecer sua própria estrutura da boca. Identifique possíveis anormalidades, como mudança na aparência dos lábios ou na parte interna da boca, caroços, feridas e inchaços. Vale lembrar que o autoexame não substitui o exame clínico, ou seja, mesmo que não exista nenhuma alteração, consulte regularmente um dentista de confiança.

Campanha alerta sobre os riscos da pressão alta nesta quinta (26)

Para alertar a população dos riscos da pressão alta, a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH) inicia hoje (26), Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão, a campanha Meça sua Pressão. A iniciativa visa a informar e orientar sobre a importância de fazer a aferição regular da pressão arterial e de como prevenir a doença. São consideradas hipertensas pessoas com pressão arterial maior que 140/90 mmHg, mas, de acordo com a nova diretriz americana, esse parâmetro já baixou para 130/80 mmHg.

“A hipertensão arterial é uma doença silenciosa, pois não causa sintomas e é progressiva. Atinge homens e mulheres e 32,5% dos brasileiros sofrem com ela”, explica a enfermeira Grazia Guerra, coordenadora da campanha, que contará com programação extensiva na capital paulista.

Haverá ainda uma ação conjunta com o Departamento de Hipertensão Arterial da Sociedade Brasileira de Cardiologia, representante brasileiro para a ação MMM-18 da Sociedade Internacional de Hipertensão. Em termos globais, a campanha visa a medir a pressão arterial de cerca de 25 milhões de pessoas durante o mês de maio, dedicado mundialmente à hipertensão arterial.

 

Fatores de risco

De acordo com o Hospital Sírio-Libanês, no Brasil a hipertensão arterial atinge 32,5% (36 milhões) de indivíduos adultos, mais de 60% dos idosos, contribuindo direta ou indiretamente para 50% das mortes por doença cardiovascular. “Dados do Ministério da Saúde mostram que um em cada cinco indivíduos sofrem da doença e apenas 20% fazem o controle adequado”, explica o diretor do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês, Roberto Kalil Filho.

Diversos fatores contribuem para a elevação da pressão arterial, entre eles o envelhecimento da população, a obesidade, o consumo excessivo de sal, sedentarismo e o uso abusivo de bebida alcoólica e drogas. A melhor forma de combater a doença, além da utilização de medicação adequada, é adotar hábitos saudáveis, alimentação rica em frutas, oleaginosas e sais minerais, além da prática de exercícios físicos.

Fonte: Com informações do Agencia Brasil

Governo de Luzilândia e Secretaria de Saúde dão inicio a Campanha de Vacinação contra a gripe

Durante esta época do ano, algumas regiões já começam a esfriar e a as pessoas começam a ficar preocupadas com a gripe. E é exatamente neste período, antes do inverno, que o Ministério da Saúde realiza a Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe, em parceria com o Governo do Estado e Prefeitura de Luzilândia, para proteger a população contra a doença. Neste ano, a campanha é de 23 de abril a 1º de junho.

Os convocados para a vacinação são pessoas maiores de 60 anos, pessoas com doenças crônicas, gestantes, mães no pós-parto, crianças com mais de 6 meses e menos de 5 anos, profissionais de saúde, professores, portadores de condições especiais.

A vacina contra gripe é segura e salva vidas, procure o posto de saúde mais perto de você e proteja-se. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias, de 39% a 75% a mortalidade global e em, aproximadamente, 50% nas doenças relacionadas à influenza.

Os idosos estão mais propícios a sofrer complicações pela doença e a vacinação ajuda a reduzir o número de hospitalizações.

Proteção para mãe e bebê

É muito importante que as gestantes procurem um posto de vacinação para se proteger contra a gripe, a vacina é segura e tem efeito protetor enorme tanto para a mãe quanto para a criança. Ela é importante porque na gravidez, pela sua condição de gestante, ela tem uma baixa imunidade, então ela está mais propensa a adquirir a gripe. Quando a mãe toma a vacina, ela passa anticorpos para o seu filho, ainda na barriga, e a criança vai nascer já com uma imunidade passiva, que vai da mãe para o filho.

A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS, (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B).

Além das pessoas acima de 60 anos e gestantes, a vacina está disponível para crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional. Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar.

Professores

Professores também fazem parte do público-alvo da vacinação contra gripe. Isso contribui na redução de ausência desses profissionais por conta da doença e, consequentemente, na melhoria da qualidade do ensino. É importante para que professores não fiquem doentes, para não prejudicar os alunos com a falta de professor. Além disso, ao trabalhar com essa doença, pode-se transmitir para eles e prejudicá-los, gerando um efeito dominó, o professor estando protegido, protege a família e os alunos.

Gripe ou resfriado?

Junto com a gripe, o tempo frio também traz outras doenças respiratórias, como o resfriado. Existe diferença entre eles, mas como os sintomas são muito parecidos.

A gripe é causada pelo vírus influenza. Os principais sintomas são febre alta, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse seca. A febre mais forte talvez seja o sintoma mais característico e dura em torno de três dias. A transmissão dos vírus da gripe ocorre por meio do contato com secreções das vias respiratórias, de uma pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar.

Já o resfriado é causado por vírus diferentes, e geralmente acometem crianças. Os sintomas do resfriado, apesar de parecidos com da gripe, são mais leves e duram menos tempo, entre dois e quatro dias, no total. Os sintomas incluem tosse, congestão nasal, coriza, leve dor no corpo e na garganta. Não é muito comum ter febre durante um resfriado e, quando acontece, não é eleva muito a temperaturas do corpo.

Fonte: Ministério da Saúde

Edição: Assessoria de Comunicação

Juiz do interior do Piauí sofre AVC durante treino em academia

Ele está internado em estado grave no Hospital do São Marcos

O juiz Jônio Evangelista Leal, de 38 anos, titular da comarca do município de Barro Duro, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) na tarde de sábado (21), enquanto treinava em uma academia na zona leste de Teresina.

Ele está internado em estado grave na UTI do Hospital do São Marcos. Os médicos devem retirar a sedação nesta segunda-feira (23), para analisar como o juiz irá reagir.

FONTE: PORTAL R10

Governo de Luzilândia recebe cestas básicas, quites de higiene e limpeza para famílias afetadas pelas cheias

Os kits de limpeza e higiene serão montados pela comissão de defesa civil do município, para serem entregues juntamente com as cestas básicas.

Governo Municipal de Luzilândia recebeu na manhã desta sexta-feira (20), da Defesa Civil do Estado do Piauí, cestas básicas, produtos de higiene e de limpeza para as famílias que foram afetadas pela enchente do Rio Parnaíba. O pedido foi feito por meio de decreto e ofício entregues pessoalmente pelo prefeito Ronaldo Gomes ao secretário de Defesa civil do Estado Raimundo Coelho.

Os kits de limpeza e higiene serão montados pela comissão de defesa civil do município, para serem entregues juntamente com as cestas básicas.

De acordo com um mapeamento realizado pelas equipes da defesa civil no ultimo dia 15 de abril foram registrados os seguintes dados:

    • Famílias afetadas- 190 famílias
    • Localidade isoladas -03 (Bico do Patu, Ilha do Capeta e Suruéga)
    • Famílias desalojadas- 15 famílias

 

Com informações e fotos da Ascom da PML

Professora da Escola Crescimento é internada com meningite, em São Luís

A Professora de música, Fundamental 1, conhecida por Madion, da Escola Crescimento, permanece hospitalizada em tratamento por causa do diagnóstico de meningite. O colégio, preocupado com a repercussão da informação junto aos pais e alunos, disse em comunicado que não haverá necessidade de desinfectação no Crescimento por o caso ser viral e não bacteriano.

Embora as autoridades pública de Saúde estadual e municipal tentem minimizar ou até abafar os efeitos mortais da meningite em São Luís, a doença assusta pelo número de mortes que causou em menos de duas semanas na capital. Foram três jovens vítimas, sendo um rapaz no final de fevereiro, uma adolescente no dia 03 de março e outra também adolescente de 16 anos no dia 11 deste. Em São Luís, já existem três casos de mortes em menos de um mês.

O terceiro caso ocorreu com Taynara Sousa Santos, vindo a falecer dia 11 deste, domingo, na UPA da Cidade Operária (foto acima). Ela estudava na escola  da rede estadual de ensino, Pedro Álvares Cabral, que teve que ser interditada na terça-feira, dia 13 deste. Dois dias antes, na sexta-feira, a professora notou que a menina não passava bem na sala de aula.

Apavorados, pais de alunos correram para os postos de vacina com seus filhos, mas não encontraram  a solução preventiva. Técnicos da Vigilância Sanitária estiveram no local devidamente protegidos e interditaram a escola, na manhã de ontem.

A preocupação maior dos pais e alunos é que a adolescente apresentou os sinais da doença, que tem alto poder de contágio, dentro da sala de aula e apenas três dias depois que o local foi interditado.

O segundo caso ocorreu no dia 3 deste mês, quando morreu por causa de meningite  a adolescente Débora Sales (foto acima), que ainda chegou a ser internada com os sintomas da doença na Unidade Mista do bairro Bequimão. No estabelecimento hospitalar, no dia seguinte, houve medo por causa do contágio. .

O primeiro caso aconteceu, no dia 27 de fevereiro, aconteceu com o estudante de jornalismo, Lucas Gabriel Martins (foto acima), 21 anos, que foi internado em um hospital privado na capital e acabou falecendo. Ele sentia torcicolo, vomitava bastante, além das fortes dores na cabeça, no corpo, respiração acelerada e sonolência.

FONTE: Blog do Luis Cardoso

FOTOS: MORADORES DA ZONA RURAL DE MAGALHÃES DE ALMEIDA SÃO AFETADOS PELA CHEIA DA LAGOA DO BACURI; COMUNIDADES ESTÃO ILHADAS

Diversas fotos mostrando a situação da zona rural de Magalhães de Almeida estão sendo mostrada em redes sociais e chamando a atenção da sociedade. As cheias da Lagoa do Bacuri já afetou direta e indiretamente centenas de pessoas.

Segundo informações de moradores as aulas estão suspensas em alguns povoados devido corte no acesso das estradas, um dos povoados mais afetados com isolamento é o povoado Alto do Cedro.

As águas também interromperam a passagem de moradores e motoristas que utilizam a ponte ligando s povoados pedrinhas e Coqueiro.

Veja as fotos de como está a lagoa.

 

1 30704113_1806866072698873_5818878768441196544_n 30704544_1806865932698887_8970745122815737856_n 30710142_1806865972698883_2177680158603870208_n 30710269_1806865999365547_2675272675558948864_n 30727152_1806865899365557_5355111841951383552_n 30741509_1806866029365544_141604208460693504_n

Foto: R.Mathias

FONTE: PORTAL RIO PARNAÍBA

Peixes escapam de criatórios e empresários relatam prejuízos no Piauí

Nos últimos dias a população de José de Freitas viveu momentos de tensão com o risco da Barragem do Bezerro romper. Centenas de pessoas foram retiradas de suas casas e estão abrigadas em escolas ou casa de familiares e os prejuízos não são apenas emocionais.

O Governo do Estado já descartou que a barragem vai romper, mas empresários lamentam os prejuízos. Agricultores tiveram a terra que trabalham tomadas pela água e piscicultores também relatam perdas.

Nos últimos dias, várias fotos de peixes grandes começaram a circular nas redes sociais como sendo pescados após a cheia na barragem. Acontece que a maioria desses peixes são dos tanques de produtores da cidade que agora lamentam o prejuízo.

Um dos empresários afetados, José Francisco Cunha, conhecido como ‘Vein do Beladim’, relatou a fuga de centenas de peixes que abasteceriam o comércio local e consequentemente afeta a economia da cidade.

Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Idepi continuam atuando na cidade e as famílias ainda não podem voltar para as áreas de risco até que outros levantamentos sobre a situação da barragem sejam concluídos.

Fonte: Revista Opinião

Governo de Luzilândia está em ação diante das possíveis enchentes, 11 famílias já foram retiradas das áreas de riscos

Desde os primeiros alertas emitidos a Luzilândia, sobre a possível enchente no Parnaíba, a guarda municipal/ Defesa Civil, iniciou seus trabalhos quanto a elaboração de um plano de medidas preventivas. As medidas e estratégias como mapeamento e monitoramento das áreas de risco e também do volume de elevação diário do rio Paranaíba.

Na tarde de ontem, o prefeito recepcionou 23 policiais militares, após reunião com a vice-governadora Margarete coelho que veio a Luzilândia representando o governador Wellington Dias. Estes policiais acompanharam o trabalho de prevenção e apoio em qualquer circunstância durante o período que for necessário. A prefeitura de Luzilândia disponibilizou hospedagem e alimentação para os mesmos, que agora integram a comissão de defesa civil do município.

DSC_0003

O Prefeito Ronaldo Gomes, acompanhando toda a situação, determinou aos departamentos do governo, que formassem equipes, para a realização de cadastramento de famílias em risco de serem afetadas pelas enchentes. O trabalho das equipes, intensificaram-se nos bairros da região ribeirinha de Luzilândia nesta tarde, após  uma reunião na câmara municipal nesta manhã, onde maiores estratégias foram definidas.

O trabalho desta força tarefa resultará no auxílio aos moradores em lugar de risco.

Sobre o cadastramento, este catalogara as necessidades como: os alojamentos as famílias mediante possíveis remoções para os locais já preparados pela comissão, também alimentos, cuidados com a saúde entre outros. Frisamos ainda que, às famílias reconheçam os profissionais através dos  crachás da Defesa Civil que os mesmos usam.

Até agora, 11 famílias foram removidas.

DSC_0004 DSC_0005 DSC_0006 DSC_0007 DSC_0008 DSC_0009 DSC_0010 DSC_0011 DSC_0012 DSC_0013 DSC_0014 DSC_0015

FONTE/ PORTAL RIO PARNAÍBA

Situação dos municípios de Luzilândia Esperantina, Joca Marques, Madeiro e demais ribeirinhos é extremamente grave Alerta a Defesa Civil

Os municípios de Luzilândia, Esperantina, Joca Marques, Madeiro e demais municípios ribeirinhos do Rio Parnaíba terão dias difíceis conforme Alerta a defesa civil do Estado.

Em uma reunião nesta quarta-feira 11 de abril no qual a vice-governadora do Piauí Margarete Coelho, o prefeito da cidade Ronaldo Gomes, o prefeito de Joca Marques Betão, a deputada estadual Janaína Marques, a prefeita de Esperantina Vilma Amorim, o coronel do Corpo de Bombeiros do Estado do Piauí, membros da Defesa Civil e da secretaria de saúde do município estiveram presentes no salão da casa paroquial discutindo ações emergenciais que serão tomadas a partir desta quinta feira(12) no município e na região.

Depois de todas as discussões preventivas, vieram as informações de que as águas do Rio Parnaíba terão um aumento de 50 a 60 cm na noite de quarta para quinta-feira, segundo informou a defesa civil, através  do Corpo de Bombeiros. O Coronel Feitosa informou que a barragem de Boa Esperança continua com suas comportas abertas o que aumentará os metros³ e o volume do Rio Parnaíba. Portanto, a região que já vive em situação de alerta, de grandes percas na agricultura não terão dias fáceis, além do Risco eminente de uma grande enchente na sede da cidade de Luzilândia e demais ribeirinhas.

IMG_2027

Questionamos a vice-governadora de quais  planos emergenciais  o governo do estado disponibiliza no caso de uma eventual calamidade, segundo ela;

– A situação é extremamente grave. Que foi o rompimento da barragem do bezerro em José de Freitas trará as águas vivas para essa região, a essa possibilidade de nós temos essa noite de  hoje para manhã cerca de 50 a 60 cent.  no volume do rio Parnaíba, e a informação de que ainda há muita chuva lá em cima nas Cabeceiras do rio na região do Cerrado,  com isso, a barragem da Boa Esperança vai ter que liberar mais águas, isso tudo gerou estado de alerta, mas, não queremos que aconteça um acidente maior, percas de vidas humanas, queremos minimizar o máximo possível os prejuízos, por essa questão nos reunimos hoje aqui com todos os prefeitos da região.

Deixaremos cerca de 23 policiais militares  do corpo de bombeiros experiente em busca e salvamento, os assistentes sociais estarão de prontidão para tender as pessoas que estão em área de risco.  O pessoal de saúde vieram orientar a respeito das viroses que podem surgir com essa subida das águas do rio. “Disse Margarete Coelho”

IMG_2055

 vice-governadora do Piauí Margarete Coelho

IMG_2029 IMG_2032 IMG_2034 IMG_2037

IMG_2035 IMG_2054

 

FONTE: PORTAL RIO PARNAÍBA

Crianças sedentárias de hoje serão os cardíacos do futuro, alerta especialista

DIA MUNDIAL DA ATIVIDADE FÍSICA
Apenas um a cada dez pacientes que procuram consultório do cardiologista Rafael Jung. Os outros nove começam a realizar atividades físicas após a orientação médica para ajudar no sucesso do tratamento de alguma doença cardíaca. Segundo o  médico do Hap Vida, o estilo de vida da maioria das pessoas que excluem completamente do seu dia-a-dia alguma atividade física é a principal causa de doenças cardíacas. E o futuro das crianças, que também estão no sedentarismo é preocupante.
As doenças do coração afetam principalmente pessoas acima dos 35 anos devido a processos cumulativos, por isso os dados sobre os  hábitos das crianças  confirmam a preocupação do especialista. Segundo a revista científica The Lancet, a taxa global de obesidade em crianças disparou em 41 anos. E no Brasil, de acordo com a  Federação Mundial de Obesidade, até 2025 o país terá mais de 11 de crianças obesas com grande propensão a doenças cardiovasculares no futuro.
“Os pais são muito ocupados, as crianças comem mal, não se exercitam e tem estilo de vida sedentário e isso vai gerar sim problemas no futuro. Com certeza teremos uma geração inteira de adultos com doenças cardíacas, ligadas a obesidade”, afirma.
O dia 6 de abril foi designado pela Organização Mundial de Saúde como o Dia Mundial da Atividade Física exatamente com o propósito de conscientizar para a necessidade da adoção da atividade física diária  como prevenção de várias doenças, não só as cardíacas. Rafael Jung explica que as mudanças de hábito, para diminuir o risco de infartos,hipertensão, outras doenças do coração e de doenças crônicas como diabetes,  devem ser orientadas de maneira multidisciplinar com o envolvimento de profissionais de várias áreas, como o próprio cardiologista, educadores físicos e psicólogos e outros.
 “Hoje em dia as pessoas são mais sedentárias que na época dos nossos avós e se alimentam mal. No tempo dos nossos avós não existiam essas comidas industrializadas, por exemplo, se andava mais, não existia controle remoto. As pessoas eram mais ativas. Esse estilo de vida com o sedentarismo leva as doenças cardiovasculares. A mudança de hábito não é fácil e ela deve ocorrer com prazer. “, afirma o médico.  Lembrado que praticar exercícios, de intensidade moderada, durante meia hora por dia já é suficiente para que a pessoa deixe de ser sedentária e se previna de muitas doenças.
AI COMUNICAÇÃO

MEC suspende criação de cursos de medicina por cinco anos

BRASÍLIA – A criação de cursos de medicina no país está suspensa por cinco anos, de acordo com portaria assinada hoje (5) durante reunião do presidente Michel Temer com o ministro da Educação, Mendonça Filho, e representantes do Conselho Federal de Medicina e entidades ligadas ao setor. A medida vale para instituições públicas federais, estaduais e municipais e privadas. A ampliação de vagas em cursos de medicina já existentes em instituições federais também fica suspensa pelo mesmo período.

De acordo com Mendonça Filho, a medida se justifica pela necessidade de fazer uma avaliação e adequação da formação médica no Brasil. Segundo ele, foi grande o número de cursos abertos no país nos últimos anos e agora é preciso zelar pela qualidade.

“Teremos moratória de cinco anos para que possamos reavaliar todo o quadro de formação médica no Brasil. Isso se faz necessário até porque as metas traçadas com relação à ampliação de médicos no Brasil já foram atingidas. Mais que dobramos o número total de faculdades de formação de medicina nos últimos anos, o que significa dizer que há uma presença de formação médica em todas as regiões do Brasil”, afirmou o ministro.

Mendonça Filho explicou que duas portarias serão publicadas no Diário Oficial da União de amanhã (6). Uma estabelece a suspensão da criação de novos cursos de medicina por cinco anos e a outra orienta os sistemais estaduais e municipais a cumprirem a norma.

“Nos casos das estaduais, a regulação é feita pelos Conselhos Estaduais de Educação. Elas têm autonomia, de acordo com a Constituição Federal, assim como as municipais. Mas todas essas regras estão subordinadas ao comando-geral definido a partir de uma portaria adicional que foi assinada hoje por mim”, explicou.

Repercussões

O presidente do Conselho Federal de Medicina, Carlos Vital, disse que há um número excessivo de vagas abertas em cursos de medicina no país. “Essa portaria vem ao encontro da necessidade de controle da autorização de novas escolas. Temos algo em torno de 31 mil vagas de curso de medicina. Isso vai projetar o número de médicos per capta a uma demanda que não é compatível com países de primeiro mundo”, disse.

Questionado se suspender novos cursos não é uma atitude corporativista, Vital negou. “Isso é bem distante de um corporativismo. Essa é uma ação corporativa no sentido de preservar valores como vida, saúde e dignidade humana com uma prática médica qualificada”.

Para a Associação Médica Brasileira (AMB), a moratória pode ajudar a resolver os problemas envolvendo as escolas médicas. A entidade vem cobrando desde o ano passado medidas do governo, pois a maioria das novas escolas não tem conseguido garantir uma formação adequada aos estudantes de medicina, devido a problemas e deficiências que apresentam. A AMB também tem cobrado maior fiscalização nas escolas existentes e a realização de um exame nacional de proficiência em medicina para os estudantes e os egressos de todas as escolas.

Já a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) considera que a medida representa “um retrocesso que compromete o desenvolvimento do país e o atendimento à população naquilo que é um direito humano fundamental, o direito à saúde”. Para a ABMES, é contraditório que o governo, poucos meses após criar uma regra específica para o aumento de vagas, proíba a criação dessas mesmas vagas, inclusive em cursos com reconhecida qualidade, referindo-se ao Programa Mais Médicos.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL