Veja valor que candidatos ao senado do PI receberam do Fundo Partidário

Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dos 18 candidatos ao Senado Federal pelo Estado do Piauí, quatro já receberam os repasses do Fundo Partidário. Os recursos já foram entregues a políticos como Ciro Nogueira (Progressistas) e Marcelo Castro (MDB), da chapa de Wellington Dias (PT), e Robert Rios (DEM) e Wilson Martins (PSB), da chapa de Luciano Nunes (PSDB).

Os candidatos Marcelo Castro (MDB) e Wilson Martins (PSB) são os que receberam o maior repasse até agora, no valor de R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais) cada um.

Ciro Nogueira (Progressistas) vem em seguida, tendo recebido repasse de R$ 1.118.652,00 (um milhão, cento e dezoito mil, seiscentos e cinquenta e dois reais). Wilson Martins (DEM) foi o que teve o menor repasse, recebendo R$ 350.000,00 (trezentos e cinquenta mil reais) do fundo.

O Fundo de Assistência Financeira aos Partidos Políticos, conhecido popularmente como Fundo Partidário, é constituído por dotações da União, multas, penalidades, doações e outros recursos previstos em Lei.

FONTE: VIAGORA

Ala do PT defende anúncio da chapa Haddad-Manuela na segunda-feira

Petistas de diferentes correntes discutem neste sábado o melhor momento para o anúncio oficial da chapa Fernando Haddad e Manuela D’Avila na disputa presidencial.

Uma ala petista, ligada ao ex-prefeito, defende que o “melhor cenário” seria fazer o anúncio oficial na segunda-feira (4).

Haddad pretende ir na segunda-feira a Curitiba falar com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para bater o martelo sobre a troca oficial, após a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que barrou a candidatura do ex-presidente.

Outro grupo argumenta que a troca oficial precisa ser adiada por mais alguns dias, dentro da estratégia de manter o discurso político de que Lula foi injustiçado – e também porque os advogados avaliam qual a estratégia jurídica para questionar a decisão do TSE.

Nas palavras de um petista, “quem vai acabar decidindo mesmo é Lula”.

Fonte: Com informações do G1

TSE abre sessão que julgará registro de candidatura de Lula

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julga hoje se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado na Operação Lava Jato, o registro, as impugnações e petições sobre o caso do ex-presidente. Lula já apareceu na primeira propaganda eleitoral da campanha do PT nas eleições 2018.

Luís Roberto Barroso, relator do caso, votou pelo indeferimento do registro da candidatura do ex-presidente Lula. Ele disse que o ex-presidente seria inelegível mesmo que estivesse solto por força de condenação.

Barroso: “Faculto à coligação substituir o candidato Luiz Inácio Lula da Silva em um prazo de 10 dias”

O registro da candidatura do ex-presidente e a incerteza de sua presença no horário eleitoral no rádio e na TV provocaram uma divisão na Corte. Rosa Weber, presidente do TSE, e o relator do caso, Luís Roberto Barroso. Havia expectativa de que o julgamento pudesse ocorrer antes do horário eleitoral.

GP1

TSE afasta Paes Landim da presidência do TRE-Piauí

O Ministro Corregedor do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Jorge Mussi, determinou o afastamento do presidente do TRE-PI (Tribunal Regional Eleitoral do Piauí), Francisco Antônio Paes Landim.

Foto: Telsirio AlencarPresidente do TRE-PI, Des. Francisco Antônio Paes Landim Filho.Presidente do TRE-PI, Des. Francisco Antônio Paes Landim Filho.

A decisão dada nesta quarta-feira (29), é devido o parentesco do seu irmão, José Francisco Paes Landim, candidato a deputado federal no pleito de 2018. A ação foi ajuizada pelo Ministério Público Eleitoral.

Por conta da decisão de afastamento do desembargador Paes Landim, o vice-presidente Sebastião Ribeiro Martins assumirá de maneira provisória a presidência do TRE-PI.

Conforme a decisão, o afastamento do desembargador Paes Landim será até a diplomação dos candidatos eleitos no Piauí em outubro de 2018.

Viagora procurou o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, que informou que ainda não tem  posicionamento oficial sobre o assunto.

FONTE: VIAGORA

TSE recusa ação que pedia retirada de Lula das pesquisas eleitorais

O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Tarcisio Vieira de Carvalho Neto negou uma ação que pedia a exclusão do nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) das pesquisas de intenção de voto.

Apresentado pelo IDL (Instituto Democracia e Liberdade), a ação desejava que os institutos Ibope, Datafolha, Paraná Pesquisas e Vox Populi deixassem de usar o nome de Lula em suas pesquisas enquanto não forem suspensos os efeitos da sentence que condenou o ex-presidente à prisão.

Lula foi condenado em segunda instância no processo do tríplex por corrupção e lavagem de dinheiro. Essa condição torna o petista inelegível, já que ele fica enquadra na Lei da Ficha Limpa, sancionada pelo próprio ex-presidente em 2010.

 (Crédito: Getty Imagens/ V. Moriyama)(Crédito: Getty Imagens/ V. Moriyama)

O TSE, porém, ainda não analisou o registro de candidatura de Lula. Enquanto isso, ele pode ser considerado como postulante ao Planalto.

Tanto Datafolha quanto Ibope, em suas pesquisas mais recentes, apresentaram pesquisas com dois  cenários: com e sem Lula. Quando aparece na disputa, o petista aparece na liderança.

Ao ser substituído por Fernando Haddad, a candidatura do PT perde força e fica atrás de Jair Bolsonaro (PSL), Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB).

A Justiça Eleitoral determina que “os nomes de todos os candidatos cujo registro tenha sido requerido deverão constar da lista apresentada aos entrevistados durante a realização das pesquisas”.

De acordo com o ministro, o IDL queria que o TSE mudasse as regras sobre pesquisas. “Os representantes buscam, em verdade, a alteração da norma, o que não se mostra possível a esta altura do processo eleitoral”, explicou.

Para ele, uma nova regra agora “causaria insegurança jurídica às entidades e aos institutos de pesquisa”.

Carvalho Neto determinou o arquivamento do pedido do IDL. A decisão está datada como do dia 28 agosto, mas foi disponibilizada no sistema do TSE nesta quinta (30).

Fonte: UOL

WELLINGTON 38,83%, OPOSIÇÃO 45,00% PESQUISA JÁ MOSTRA OPOSIÇÃO SOMANDO MAIS QUE O GOVERNADOR; O PETISTA É SEGUIDO DE PERTO POR DR. PESSOA EM 2º E LUCIANO EM 3º

Governador já sabe que o segundo turno é uma possibilidade real, pesquisa mostra que oposição já soma mais que o petista no primeiro turno (foto: Jailson Soares | politicaDinamica.com)

Governador já sabe que o segundo turno é uma possibilidade real, pesquisa mostra que oposição já soma mais que o petista no primeiro turno.  (foto: Jailson Soares | politicaDinamica.com)

Realizada em todo o Piauí, a mais recente pesquisa do Instituto Datamax traz uma mudança no cenário político estadual. O petista Wellington Dias ainda está na frente da corrida pelo cargo de governador com 38,83% das intenções de voto. mas agora a oposição já soma mais votos que o candidato à reeleição. Todos os candidatos de oposição somados juntam 45,00% dos votos.

Dr. Pessoa (SD) aparece com 25,67% das intenções de voto. Em seguida aparece Luciano Nunes (PSDB) com 10,00%. O senador Elmano Ferrer (PODE) está com 6,17%, fechando o pelotão mais destacado da aferição.

Pesquisa mostra que Wellington Dias já não é mais candidato imbatível e põe em risco apoio ao petista (foto: Jailson Soares | politicaDinamica.com)

Pesquisa mostra que Wellington Dias já não é mais candidato imbatível e põe em risco apoio ao petista (foto: Jailson Soares | politicaDinamica.com)

O advogado Valter Alencar (PSC) somou 1,50% das intenções de voto. Fábio Sérvio (PSL) aparece com 0,58%; Luciane Santos (PSTU) soma 0,50%, o mesmo percentual de Lourdes Melo (PCO). Romualdo Seno (DC) obteve 0,08%.

Dr. Pessoa aparece como o candidato mais destacado no campo da oposição sendo a principal ameaça à reeleição de Wellington segundo pesquisa Datamax (foto: Jailson Soares | politicaDInamica.com)

Dr. Pessoa aparece como o candidato mais destacado no campo da oposição sendo a principal ameaça à reeleição de Wellington segundo pesquisa Datamax (foto: Jailson Soares | politicaDInamica.com)

Votariam nulo ou em branco 9,17% dos entrevistados. Não sabem ou não quiseram responder 7,00%.

Luciano atingiu a casa dos dois dígitos e também mostra reação de sua candidatura ao governo do Estado (foto: Jailson Soares | politicaDInamica.com)

Luciano atingiu a casa dos dois dígitos e também mostra reação de sua candidatura ao governo do Estado (foto: Jailson Soares | politicaDInamica.com)

SEGUNDO TURNO

Os números da pesquisa já apontam a existência de 2º turno nas eleições para a disputa do Governo do Piauí. Foram testados dois cenários.

No primeiro cenário, Wellington Dias teria 46,50% das intenções de voto contra 41,83% do Dr. Pessoa. Nulos e brancos somam aqui 6,58%. Não sabem ou não quiseram opinar 5,08%.

No segundo cenário, o petista Wellington Dias soma 54,25% contra o tucano Luciano Nunes, que teria segundo a pesquisa 29,08%. Votariam nulo ou em branco 9,75%. Não sabem ou não quiseram opinar 6,92%.

FICHA TÉCNICA

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Datamax no período de 23 a 28 de agosto de 2018, nas 15 microrregiões do estado do Piauí. A amostra é de 1200 entrevistados, com margem de erro de 2,83% para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O registro da pesquisa no TSE é o de Nº PI-05109/2018. A pesquisa é presencial.

FONTE: POLITICA DINAMICA

Procuradoria Eleitoral impugna 63 registros de candidaturas no Maranhão

O Ministério Público Eleitoral no Maranhão protocolou, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), 63 ações de impugnação de candidatura contra 61 candidatos nas eleições 2018. As impugnações ocorreram por diferentes razões, previstas na Constituição Federal e na LeiComplementar 64/90, tais como condenações criminais e por ato de improbidade administrativa, rejeições de contas pelos Tribunais de Contas, ausência de desincompatibilização de cargos públicos, irregularidades na filiação partidária ou falta de quitação eleitoral.
Registros de candidatura apresentados após o prazo legal podem resultar em novas impugnações. Os candidatos serão intimados para contestar as impugnações, que serão julgadas pelo TRE-MA com prioridade sobre os outros processos eleitorais.
Até a data do julgamento dos registros, qualquer cidadão pode apresentar notícia de inelegibilidade ao TRE-MA e à Procuradoria Regional Eleitoral.
Confira a lista dos candidatos impugnados, com os respectivos números dos processos na Justiça Eleitoral, neste link: http://www.mpf.mp.br/ma/sala-de-imprensa/docs/lista-de-impugnacoes-de-candidatos-eleicoes-2018-63-impugnacoes/at_download/file
Para acessar a íntegra das ações de impugnação e fazer o download das peças, bem como realizar o acompanhamento processual, acesse o link do
sistema de Processo Judicial Eletrônico (PJe) do TRE-MA e faça a busca
por meio do número do processo de cada candidato.

 

Link do sistema PJe do TRE-MA: AQUI.
FONTE: BLOG DO FOGUINHO