Saiba como cada deputado do Piauí votou no projeto de posse de arma

O Plenário da Câmara aprovou na noite de quarta-feira (21), por 320 votos a 61, o Projeto de Lei 3.715/19, que autoriza a posse de arma em toda a extensão de uma propriedade rural. A medida garante ao dono de uma fazenda, por exemplo, o direito de andar com uma arma de fogo em qualquer parte de sua propriedade. Atualmente, a posse só é permitida na sede.

Na bancada piauiense, o único deputado que votou contra a proposta foi Assis Carvalho (PT). Já Átila Lira (PSB), Marcos Aurélio Sampaio (MDB), Marina Santos (SD) e Paes Landim (PTB), votaram a favor, enquanto Flávio Nogueira (PDT), Iracema Portella (PP), Júlio César (PSD), Margarete Coelho (PP) e Rejane Dias (PT), se ausentaram da votação.

Durante a votação, os deputados rejeitaram uma emenda que permitiria incluir no projeto de lei um dispositivo que alteraria o Estatuto do Desarmamento para garantir porte de arma ao proprietário rural. A segurança no campo foi o elemento central durante as discussões do projeto da proposta. Os defensores da proposta argumentaram que os agricultores precisam ter condições de se defender da criminalidade, enquanto os que se posicionavam contra o PL diziam que a medida poderia agravar a violência no campo.

O projeto segue para sanção presidencial.

Deixe uma resposta