Polêmica: Whindersson critica Federação de Karatê do Piauí e entidade responde

 

Whindersson e a irmã
Whindersson e a irmã 

O youtuber piauiense usou o Twitter neste domingo (09/06) para criticar a Federação Piauiense de Karatê. Segundo ele, sua irmã, Hagda Nunes, teria sido desestimulada a praticar o esporte no estada e agora estava competindo por São Paulo.

João Alencar, presidente da Federação de Karatê do Piauí, se manifestou através de nota e disse que a irmã de Whindersson foi integrada à seleção piauiense de Karatê em 2018 sem a necessidade de seletiva, já que não existia nenhuma atleta em sua categoria, +68 kg sênior especial.

João Alencar
João Alencar 

Segundo ele, Hagda não teve um bom feedback com a seleção e não comparecia aos treinos, que desobedeceu várias regras, mostrou-se insubordinada e não escutava a opinião dos professores, técnicos e árbitros.

“Não mostrou qualquer evolução desde a sua chegada, não tento, em qualquer campeonato nacional, ganho uma bandeira em disputa de kata, ou marcado qualquer ponto em luta, das quais sempre saía por desistência, refletindo o que ocorria nos raros treinos em que comparecia”.

João disse ainda que as medalhas que ela conquistou era por falta de atletas, que sempre era necessário ter quatro para completar o pódio.

“A atleta não teve nenhum obstáculo para o desenvolvimento natural no estado, sendo que, incrivelmente, ela foi a única neste quesito, o que torna absurda a declaração do youtuber”, completa o presidente da federação.

Confira a nota:

 

FONTE:180GRAUS

Deixe uma resposta