Seduc diz em nota que irregularidades ocorreram no Governo Zé Filho

A Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc) encaminhou ao Fala Piauí uma nota referente a “Operação Boca Livre” que foi deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (20). (veja matéria sobre o caso!)

Confira a nota na íntegra:

NOTA SEDUC OPERAÇÃO BOCA LIVRE

A Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc) informa que está colaborando plenamente com a investigação em curso da Polícia Federal que investiga empresas que teriam fraudado licitações em contratos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) no ano de 2014.

A Seduc esclarece que a licitação não foi realizada pela atual gestão e que desde 2003 o repasse da merenda escolar é feito de forma descentralizada, ou seja, os recursos são enviados diretamente às escolas para que estas façam a aquisição dos alimentos, de acordo com cardápios elaborados pelas nutricionistas desta secretaria. Porém, no ano de 2014 a gestão que estava à frente desta Seduc  optou por centralizar o repasse e realizar licitação para aquisição dos gêneros e posterior distribuição para as escolas.

Desde 2015, a gestão atual optou por descentralizar novamente o repasse dos recursos do PNAE, garantindo que as unidades escolares voltassem a ter autonomia para compra da merenda. A Secretaria da Educação se coloca à total disposição dos órgãos de controle para esclarecer quaisquer questionamentos, sempre visando à transparência e ao correto funcionamento da administração pública.

FONTE: FALA PIAUÍ

Deixe uma resposta