INOCENTADO ACUSADO DE ESTUPRO NO MARANHÃO, APÓS MÃE CONFESSAR PRA JUSTIÇA TER INVENTADO A HISTORIA

Em 2005, morando em Lajeiro, zona rural do município de Aldeias Altas, ele foi acusado injustamente por sua ex-companheira de ter violentado sexualmente sua enteada, à época com apenas 6 anos de idade.

Só em 30/05/2018, Mineiro foi visitado por um oficial de Justiça em seu endereço na rua José Mariano Saads, bairro Codó Novo/São Sebastião, acompanhando-o até a delegacia, local onde recebeu voz de prisão.

Só em maio de 2018 descobriu que era réu num processo criminal que apurava a acusação de estupro de vulnerável cometido em 2005, na zona rural de Aldeias Altas.

A defesa de Mineiro procurou, com a ajuda da família dele, localizar todos os envolvidos, principalmente a mãe denunciante e, claro, a vítima.

Levadas para a audiência de instrução e julgamento, ambas depôram a favor da inocência de Márcio Brandão Campos.

A vítima, hoje maior de idade, disse em seu depoimento perante a juíza Marcela Santana Lobo, da 3ª Vara Criminal de Caxias, onde corria o processo, que lembrava-se, perfeitamente, do dia em que tudo ocorreu e revelou o nome do abusador, alguém que nada tinha a ver com o acusado.

Já a mãe denunciante reconheceu o erro, disse que fez a denúncia 1 mês depois de estar separada de Mineiro movida por um sentimento de raiva, vingança porque havia sido espancada.

Reconhecendo a injustiça ali cometida o próprio representante  do Ministério Público recuou da acusação e  resolveu também pedir pela absolvição do acusado, no que foi complementado pela defesa.

Márcio Brandão Campos ainda chegou a passar dois meses e 12 dias preso. Voltou de Caxias absolvido e livre para sempre da injusta acusação.

ACOMPANHE A REPORTAGEM

FONTE: ACÉLIO TRIDADE



Deixe uma resposta