Lula quer gravar vídeos na prisão para sua campanha eleitoral

O partido diz que ele tem direito a gravar vídeos para ser usado na campanha.

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou a juíza Carolina Lebbos, 12ª Vara Federal de Curitiba recurso para que Lula possa realizar atos de pré-campanha e da Convenção, marcado para o dia 28 de julho. A Convenção Nacional do PT deseja campanhas por meio de vídeo conferência ou vídeos previamente gravados pela sede da Polícia Federal em Curitiba, onde ele se encontra preso desde  7 de Abril.

Atualmente Lula cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão no caso do tríplex do Guarujá.  Ex-ministro do governo Dilma Rousseff, Aragão afirmou na petição que a execução provisória da pena imposta ao ex-presidente não cassou os direitos políticos e não pode restringir a pré-candidatura à Presidência.



De acordo com O Globo, ele destaca ainda que a lei prevê tratamento isonômico aos candidatos, e que veículos de comunicação já pediram autorização para ouvir Lula como presidenciável.

O Partidos dos Trabalhadores tem mantido o nome de Lula como candidato a Presidência da República. O partido diz que ele tem direito a gravar vídeos para ser usado na campanha, porque ele não está com seus direitos suspensos. O PT afirma que não pode haver uma impugnação prévia a sua candidatura, antes da apresentação do registro à Justiça Eleitoral, por isso o ex-presidente tem o direito de apresentar como candidato.

fonte: PORTAL R 10

Curta nossa página

Sem Comentários

Deixe uma resposta