Wellington Dias participa do lançamento da pré-candidatura de Lula

O “lançamento oficial” da pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi realizado nesta sexta-feira, 8, em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte. As lideranças do Partido do Trabalhadores (PT) reforçaram a intenção de registrar Lula na Justiça Eleitoral no dia 15 de agosto e mantiveram o discurso oficial de que não há “plano B” para a legenda. O evento foi prestigiado por lideranças de todos o Brasil, entre eles a ex-presidente Dilma Rousseff.

O governador do Piauí, Wellington Dias, ressaltou que esta é uma situação nova, em que os líderes terão que aprender como em uma conjuntura excepcional fazer a campanha sem a presença física do ex-presidente. “É a primeira vez desde 1989, quando nos acostumamos em todas as eleições a ter a presença deste extraordinário líder, que é o Lula, que não teremos a sua presença física. Tive o privilegio de visita-lo em Curitiba, e ali, pude ver uma pessoa muito forte. O tempo todo preocupado com o Brasil, preocupado com os mais pobres. Eu diria muito preparado para as articulações necessárias para garantir o melhor caminho para o Brasil”, disse.

Dias ressaltou a teoria de que não há “Plano B”. “Saímos desde encontro todos muito convencidos que em cada estado há hoje um palanque, um conjunto de líderes que dão sustentação a essa candidatura, porque há do outro lado a vontade do povo. A   tendência é de o Lula seguir crescendo. Primeiro sem nenhuma prova fizeram uma condenação, e ele seguiu crescendo nas pesquisas. Depois, resolveram ilegalmente colocá-lo numa prisão, e ele e prosseguiu crescendo, por que a população está vendo o país se desmanchando. Está vendo o abismo. Os que assumiram, após o golpe, em quem destituíram a presidente Dilma, aqueles que lá estão não têm qualquer controle sobre o que acontece no Brasil”, destacou o governador piauiense.



“Por onde tenho andado, temos a convicção que o líder capaz de unir o Brasil, de dialogar, de articular, enfim, para dar um rumo para o Brasil, para que possa voltar a ter esperança, para que os brasileiros possamos pensar com firmeza em relação ao futuro: é Luiz Inácio Lula da Silva”, finalizou Wellington Dias.

A orientação do Partido do Trabalhadores é que atos semelhantes a estes sejam realizados em todos os estados brasileiros e que conte com a participação dos principais líderes nacionais.

Fonte: Ascom

Curta nossa página

Sem Comentários

Deixe uma resposta